Your browser doesn't support javascript.

Biblioteca Virtual em Saúde

Brasil

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Creche: um espaço narrativo / Day care: A narrative space

Fensterseifer, Jacqueline Müllich.
Psicol. argum; 26(54): 225-231, jul.-set. 2008.
Artigo em Português | Index Psicologia - Periódicos técnico-científicos | ID: psi-42961

Resumo

Através de olhares, gestos e palavras, logramos saber um pouco mais acerca da subjetividade doser humano, e, em se tratando de bebês, podemo-nos valer da observação destes, possibilitando,assim, um maior conhecimento sobre eles. Cientes de que, no comportamento observável dobebê temos acesso à sua subjetividade, este artigo, fruto de repetidas observações, esboça, atravésde uma articulação teórica entre as observações realizadas e autores consultados, algumas hipótesessobre o funcionamento mental do ser estudado. As escolas de educação infantil, ou como sãoconhecidas popularmente, as creches, são construções contemporâneas advindas dodesenvolvimento e crescimento industrial, o que alavancou a necessidade de uma mudança naforma de se pensarem as crianças; e, para que fossem compreendidas, também se fez necessáriauma maior atenção à etapa do desenvolvimento chamada infância. Existe hoje uma consciênciaclara de que a creche desempenha várias funções, entre elas, a de representar um local onde aeducação e a estimulação de conhecimentos se fazem presentes. Em cuidados físicos, psíquicos, ea socialização básica à clientela que a frequenta, bem como através da narratividade das cuidadoras,poderá a creche ser encarada como uma base segura, que proporcionará um apego seguro e,consequentemente, um desenvolvimento físico e psíquico mais saudável.(AU)
Through watching, gestures and words we can get to know a little bit more about human being’ssubjectivity, and when talking about babies we can use observation, so getting the greatestpossible knowledge about them. Being aware that, in a baby’s observable behavior we haveaccess to his subjectivity, this article, a result of repetitive observations, through a theoreticalarticulation between observations made and consulted authors, outlines some hypotheses aboutmental operation of the being studied. Infantile education schools, or day cares as popularlyknown, are contemporaneous constructions coming from industrial growth development, whathas leveraged the need for children changing their way of thinking; and, for them to beunderstood, a greater attention to the development stage called childhood was also necessary.Today there is a clear conscience that day cares perform various duties, among them representinga place where education and knowledge stimulation are present. Together with physical, physiccare, and basic socialization of the regular clientele that frequents them, as well as through thecaretakers’ narrativity, day cares can be faced as a safe base that will provide a safe affectionand, consequently, a healthier physical and physic development.(AU)
Biblioteca responsável: BR495.1
Localização: BR495.1; PUCPR/BC / BR85.1; USP/IP/SBD / BR27.1; PUC-CAMPINAS/SBI
Selo DaSilva