Your browser doesn't support javascript.

BVS IEC

Instituto Evandro Chagas

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Email
Adicionar mais destinatários
| |

Infecçäo perinatal por citomegalovirus: muito freqüente mas pouco diaagnosticada / Perinatal cytomegalovirus infection: commonly occurring but rarely diagnosed

Yamamoto, Aparecida Y; Figueiredo, Luiz T. M; Mussi-Pinhata, Marisa M.
J. pediatr. (Rio J.); 75(2): 126-30, mar.-abr. 1999. tab
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-234288

OBJETIVO:

Avaliar a freqüência da infecçäo d perinatal por citomegalovirus (CMV) em lactentes e descrever a sua apresentaçäo clínica.

CASUÍSTICA E MÉTODOS:

Foram estudados, prospectivamente, 34 recém-nascidos até o quarto mês de vida. Colheram-se amostras de urina ao nascimento, com 15 dias e mensalmente, bem como amostras de sangue ao nascimento e ao terceiro mês de vida. O diagnóstico laboratorial de citomegalovirose foi realizado pela detecçäo dos CMV na urina por isolamento viral de culturas de células e por detecçäo de DNA viral através da reaçäo de amplificaçäo gênica catalisada pela polimerase (PCR). Em todas as crianças foi excluído o diagnóstico de citomegalovirose congênita.

RESULTADOS:

A incidência da infecçäo perinatal foi de 38,2 por cento (13/34) e apenas três dessas crianças apresentaram manifestaçöes clínicas. Obsevou-se um caso com quadro respitatório e diarréia, e outros dois pacientes apresentaram esplenomegalia.

CONCLUSÖES:

Obsevou-se uma elevada taxa de incidência de infecçäo perinatal por CMV. Das crianças infectadas, 23 por cento apresentaram sintomas. Esses resultados estimulam a que se faça a pesquisa dos CMV como parte da investigaçäo etiológica de pneumonites e esplenomegalia em lactentes jovens
Biblioteca responsável: BR3.1