Your browser doesn't support javascript.

BVS IEC

Instituto Evandro Chagas

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Email
Adicionar mais destinatários
| |

Prevalência de agentes microbianos e sensibilidade da Pseudomonas aeruginosa / Prevalence of microbial agents and sensitivity Pseudomonas aeruginosa

Matos, Eliseth Costa Oliveira de; Modesto, Núbia dos Santos; Costa, Wana Lailan Oliveira da; Carneiro, Irna Carla do Rosário Souza; Lima, Karla Valéria Batista.
Rev. para. med; 28(2)abr.-jun. 2014. tab
Artigo em Português | LILACS-Express | ID: lil-721608

OBJETIVO:

descrever a ocorrência de agentes microbianos e avaliar o perfil de sensibilidade de Pseudomonas aeruginosa provenientes de pacientes internados em Unidade de Terapia Intensiva UTI de hospital sentinela em Belém, Pará no período de 2005 a 2010.

MÉTODO:

abordagem retrospectiva e quantitativo-descritiva com dados oriundos da consulta das fichas dos pacientes, dos arquivos da comissão de controle de infecção hospitalar.

RESULTADOS:

dentre os micro-organismos isolados obteve-se 40,8% de Staphylococus coagulase negativo, 11,4% de P. aeruginosa e 7,4% de Staphylococcus aureus. A ocorrência de infecções por P. aeruginosa foi maio na UTI adulto. A infecção respiratória foi predominante na UTI adulto e a infecção de corrente sanguínea predominante nas UTI pediátrica e neonatal.

CONCLUSÕES:

foram encontrados 49 grupos de micro-organismos na população estudada, sendo o Staphylococcus sp coagulase negativo, P. aeruginosa, S. aureus, Candida albicans, Acinetobacter baumanni e Klebsiella pneumoniae os mais predominantes. A P. aeruginosa apresentou elevada resistência aos antibióticos tradicionais. Os resultados obtidos neste trabalho destacam a importância de estudos epidemiológicos contínuos com a finalidade de se evitar a instalação de surtos.
Biblioteca responsável: BR1.1