Your browser doesn't support javascript.

Biblioteca Virtual em Saúde

BVS - Literatura Científico-Técnica

Home > Pesquisa > ()
XML
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Email
Adicionar mais destinatários
| |

O envolvimento do pai no processo de (re)habilitação auditiva de seu filho deficiente auditivo / Fathers’ involvement in the process of audiological (re)habilitation of

Caldas, Fernanda Ferreira; Lemos, Aline Bagno; Tschiedel, Renata de Sousa.
Comun. ciênc. saúde; 20(1): 17-28, jan.-mar. 2009. tab
Português | ACERVO | ID: mis-24146
A intervenção fonoaudiológica associada ao uso sistemático de dispositivos auditivos pode trazer um prognóstico favorável ao desenvolvimento de crianças com deficiência auditiva, sendo fundamental a participação da família neste processo. Observa-se, na prática clínica, que a mãe é a acompanhante mais regular nos atendimentos fonoaudiológicos, comparando-se à frequência do pai. Desta forma, o objetivo deste estudo foi verificar o envolvimento do pai na vida do seu filho com deficiência auditiva. Foi aplicado um questionário com 10 pais de crianças portadoras de deficiência auditiva neurossensorial bilateral, usuárias de aparelho de amplificação sonora e/ou implante coclear. A maioria dos participantes mencionou apresentar sentimentos negativos na suspeita e no diagnóstico, ter recebido orientações sobre opções de comunicação, observar que os dispositivos auditivos auxiliam na comunicação com a criança, acompanhar regularmente ou ocasionalmente o filho na terapia fonoaudiológica, ter modificado a forma e lidar com seu filho após o diagnóstico e acreditar em possibilidades positivas para o filho no futuro. Todos relataram perceber melhora no desenvolvimento da criança com a terapia fonoaudiológica, utilizara fala para se comunicar com a criança, e receber apoio emocional de familiares, amigos e/ou profissionais. Foi possível observar relativa participação destes pais na vida de seus filhos quanto à suspeita, ao diagnóstico e à intervenção da deficiência auditiva. Portanto, cabe ao fonoaudiólogo reconhecer a importância do pai na vida da criança e procurar inseri-lo cada vez mais no processo de (re)habilitação. Palavras-chave: Crianças; Deficiência auditiva; Pai; (Re)habilitação fonoaudiológica.
Biblioteca responsável: BR599.1
Localização: BR599.1