Your browser doesn't support javascript.

Biblioteca Virtual em Saúde

BVS - Literatura Científico-Técnica

Home > Pesquisa > ()
XML
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Email
Adicionar mais destinatários
| |

Avaliação da Saúde Bucal do Idoso em uma instituição de apoio a idosos no Distrito Federal / Oral health evaluation of the elderly in a supporting institution to theelderly in the Distrito Federal

Cimino, Adriana Maria Tafuri; Reis, Janaina Rocha.
Comun. ciênc. saúde; 25(3/4): [237-244], dez., 09. 2015. tab
Português | LILACS | ID: mis-37642
Introdução: A equipe odontológica deve estar inserida numa abordagem de saúde com caráter multi e interdisciplinar, atuando favoravelmentepara o entendimento do idoso, suas especificidades,conhecendo o contexto biopsicossocial dessa clientela, a fim de que o plano de tratamento vise saúde do indivíduo na sua integralidade.Objetivo: O objetivo deste trabalho foi avaliar a saúde bucal de idosos frequentadores de uma instituição de apoio a idosos na Ceilândia- Distrito Federal. Materiais e métodos: Estudo descritivo, transversal que avaliou a saúde bucal de 106 idosos, que frequentam a escola de avós da Ceilândia – Distrito Federal. Foram realizados exames bucais e aplicação de questionário. Aspectos bucais de relevância foram anotados nos formulários que nortearam o exame da cavidade bucal, assim como o preenchimento do questionário. Resultados: As análises dos exames bucais demonstraram que as lesões bucais mais frequentes foram as de mucosa jugal, seguindo--se das de gengiva/rebordo alveolar. As lesões brancas, fibroses e candidoses encontradas nas mucosas orais estavam relacionadas ao uso de próteses mal adaptadas, antigas e mal higienizadas. Enquanto que os hematomas por trauma na mucosa jugal e no fundo de saco de vestíbulo foram devido a próteses fraturadas e mal adaptadas.Observou-se uma grande quantidade de próteses removíveis,principalmente próteses totais. Suas necessidades também foram detectadas pela ausência total no arco, assim como pela estimativa de troca. Quanto ao nível de instrução de higiene oral, observou--se que: 97,16% dos idosos examinados sabem higienizar os dentes/próteses, 68,86% higienizam os dentes/próteses três vezes ou mais ao dia. E, 43,39% desses idosos disseram ter aprendido sobre higiene oral com a equipe de saúde bucal da escola de avós, mas apenas 35,84% desses idosos sabem fazer o autoexame da boca.Conclusão: confirmou a importância... (AU)
Biblioteca responsável: BR599.1