Your browser doesn't support javascript.

Biblioteca Virtual em Saúde

BVS - Literatura Científico-Técnica

Home > Pesquisa > ()
XML
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Email
Adicionar mais destinatários
| |

Knowledge, attitudes and adherence to treatment in individuals with hypertension and diabetes mellitus / Conhecimento atitudes e adesão ao tratamento em indivíduos com hipertensão e diabetes

Mazzuchello, Francielle Rosso; Tuon, Lisiane; Simões, Priscyla Waleska; Mazon, Josete; Dagostin, Valdemira Santina; Tomasi, Cristiane Damiani; Hoepers, Neiva; Birolo, Ioná Vieira Bez; Ceretta, Luciane Bisognin.
Mundo saúde (Impr.); 40(4): [418-432], out., 2016. tab
Inglês | LILACS | ID: mis-38627
As Doenças Crônicas Não Transmissíveis (DCNT) se constituem no maior problema de saúde do Brasil e correspondema cerca de 70% das causas de morte, sendo as mais comuns delas a hipertensão arterial sistêmica e a diabetesmellitus tipo 2, que exigem dos pacientes acometidos maior controle em relação ao seu tratamento e manejo². Assim,este estudo teve como objetivo analisar o conhecimento, as atitudes e a adesão ao tratamento de indivíduos comhipertensão arterial e diabetes mellitus tipo 2, os quais foram acompanhados por uma equipe do programa Saúde daFamília. Trata-se, portanto, de um estudo transversal, descritivo e prospectivo de abordagem quantitativa. O quadrode indivíduos analisados foi constituído por pacientes com diagnóstico de hipertensão arterial e diabetes mellitus tipo2 cadastrados no programa HIPERDIA. Os dados foram coletados no período de agosto a novembro de 2014, pormeio dos questionários Diabetes Knowledge Scale Questionnaire (DKN-A), Attitudes Questionnaire (ATT-19) e MartínBayarre-Grau(MBG). Foram entrevistados 102 indivíduos, sendo a maioria composta por mulheres casadas, brancas,de baixa escolaridade, com idade mediana de 68,5 anos. Ao longo da pesquisa, verificou-se que todos faziam uso demedicamentos e a maioria não praticava nenhum tipo de atividade física. Constatou-se também resultado insatisfatóriocom relação ao conhecimento sobre a doença, atitude negativa relacionada ao manejo da doença e adesão parcialao tratamento. Verificou-se, assim, que a maior parte dos indivíduos com hipertensão e diabetes mellitus envolvidosna pesquisa, apesar de cientes de seu quadro, escolheram não modificar suas atitudes ou adotar hábitos de vida maissaudáveis que lhes garantissem o enfrentamento mais adequado da doença.(AU)
Biblioteca responsável: BR599.1