Your browser doesn't support javascript.

Biblioteca Virtual em Saúde

BVS - Literatura Científico-Técnica

Home > Pesquisa > ()
XML
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Email
Adicionar mais destinatários
| |

Estratégias de ampliação do diagnóstico da infecção pelo Vírus da Imunodeficiência Humana no Brasil, 2015 / Strategies for expanding the diagnosis of Human Immunodeficiency Virus infection in Brazil, 2015

Comparini, /Regina Aparecida; Silva, Erica Tatiane da; Pereira, Daniella Cristina Rodrigues.
Comun. ciênc. saúde; 28(2): [158-167], abr., 2017. tab, graf
Português | LILACS | ID: mis-39823
A Síndrome da Imunodeficiência Adquirida (Aids) é resultante da infecção pelo vírus da imunodeficiência humana (HIV), que induz imunodepressão profunda nos pacientes acometidos e consequentemente permite o aparecimento de infecções oportunistas e/ou neoplasias. No Brasil foram registrados 757.042 casos de indivíduos com Aids no período de 1980 até 2014 e com número de óbitos com cerca de 12,5 mil a cada ano. Com o objetivo de diminuir os índices de infecção pelo HIV, foram incorporadas estratégias de acolhimento, diagnóstico e tratamento nas políticas de saúde pública do Brasil. Dentre os principais avanços na vigilância e controle da Aids está a incorporação da investigação da infecção pelo vírus HIV através de exames diagnósticos, como uma das ferramentas para alcançar a meta mundial 90-90-90 no ano de 2020. A criação dos Centros de Orientação e Aconselhamento Sorológico, em 1988, foi um marco para o início da ampliação de acesso ao diagnóstico de HIV. Outra conquista foi a evolução dos algoritmos diagnósticos, presentes no Manual Técnico para o diagnóstico da Infecção pelo HIV, contemplando necessidades específicas e garantindo formas de testagem para cada realidade. Os programas e projetos, como o “Viva Melhor Sabendo” e o “A hora é agora”, permitem acessar populações-chave e expandir o número de pessoas diagnosticadas. Conclui-se que são crescentes as iniciativas para a ampliação do acesso ao diagnóstico da infecção pelo HIV, estando em consonância com os princípios da equidade, integralidade e universalidade de acesso aos serviços de saúde do Sistema Único de Saúde(AU)
Biblioteca responsável: BR599.1