Your browser doesn't support javascript.

Biblioteca Virtual em Saúde

BVS - Literatura Científico-Técnica

Home > Pesquisa > ()
XML
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Email
Adicionar mais destinatários
| |

Investigação da produção científica em radioterapia: ciência e sua relação com grandes bases de dados / Investigation of scientific production in radiotehrapy: science and its relationship with large databases

Jesus, Marcelo Souza de; Maia, Edward Torres; Camargo Filho, Fernando; Veloso, Gabriel Maia; Cavalcante, Márcio Aldrin França; Martins, Wagner de Jesus.
Comun. ciênc. saúde; 28(3-4): [371-378], jul., 2017. ilus, graf
Português | LILACS | ID: mis-39857
Objetivo: Investigar a produção científica em radioterapia no Brasil, por meio de análise em Big Datas, promover a compreensão dos atores envolvidos nesse processo para atuar na promoção da integração no ambiente da oncologia e fomentar insumos para subsidiar futuras tomadas de decisões relacionadas a formulações de políticas de saúde para a população brasileira.Método: Estudo em andamento realizado, com interação na radioterapia de hospitais do SUS que desenvolvem trabalhos na gestão e em Pesquisa/Desenvolvimento, usando uma proposta metodológica que envolva inteligência cooperativa. A proposta foi realizar a identificação dos profissionais que atuam nos serviços de radioterapia e que publicam sobre o tema. Durante o período de abril e junho de 2017, foram utilizados dois Big Datas (Cadastro Nacional dos Estabelecimentos de Saúde e o Pubmed), por meio do uso do software RStudio para a busca das informações necessárias.Resultados: O levantamento de dados públicos propiciou o conhecimento sobre quantidade crescente e da complexidade de informações na área da saúde no que diz respeito à Radioterapia no Brasil.Conclusão: A ideia é que a Ciência, Tecnologia e Sociedade possam trabalhar com conjunto, ampliando a formulação de estratégia na governança e consequentemente na formulação de novas políticas públicas. Essa interação entre os saberes tem potencial para suscitar um ambiente favorável à sustentabilidade, promoção da saúde e pode mitigar o avanço dos interesses de mercado, promovendo a produção de tecnologias de saúde compatíveis com a cultura local e adequadas às necessidades sociais. Ao mesmo tempo, são indutoras do desenvolvimento(AU)
Biblioteca responsável: BR599.1