Your browser doesn't support javascript.

Biblioteca Virtual em Saúde

BVS - Literatura Científico-Técnica

Home > Pesquisa > ()
XML
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Email
Adicionar mais destinatários
| |

Social and assistance characteristics of child and adolescent referrals to mental health services / Características sociais e assistenciais dos encaminhamentos aos serviços de saúde mental infanto juvenil

Gondim, Ana Paula Soares; Monteiro, Mirian Parente; Campos, Rosana Teresa Onocko-; Woods, David; Maciel, Ana Paula Pessoa; Duarte, Renata de Paula.
Mundo saúde (Impr.); 43(1): [151-170], oct., 2018. tab
Inglês, Português | LILACS | ID: mis-40273
O objetivo do estudo foi comparar características sociais, demográficas e assistenciais de crianças e adolescentesatendidos nos serviços de saúde mental em uma Região Metropolitana do Nordeste do Brasil. Estudo transversal comcrianças e adolescentes atendidas nesses serviços. As variáveis independentes (serviço do primeiro atendimento quefez a referência das crianças e adolescentes) e variáveis dependentes (idade, escolaridade, situação de moradia, rendafamiliar e outras). Os usuários desses serviços eram provenientes da escola (10,3%) e da atenção primária à saúde (30%)e tinham idade média de 10 anos. A maioria morava em casa própria, com até cinco moradores , a renda familiar eramenor ou igual a R$ 832,00 e recebia algum tipo de benefício, sendo que 77,3% deles recebiam o Programa BolsaFamília.. A análise bivariada dos encaminhamentos da atenção primária à saúde mostrou significância para a idadede 1 a 12 anos. Enquanto a análise bivariada dos encaminhamentos da escola identificou significância estatística paraoutros níveis de escolaridade e renda familiar abaixo de R$ 832,00. O modelo de regressão logística múltipla mostrousignificância estatística para variável renda familiar abaixo de R$ 832,00. O importante papel das características sociaise econômicas na vida e na família dessas crianças e adolescentes define a necessidade de oferecer ações mais efetivasde promoção à saúde, devendo integrar o contexto da educação e da saúde. Assim, é possível oferecer uma ampliaçãocontextualizada das políticas sociais e econômicas a essas famílias a fim de estimular ambientes saudáveis(AU)
Biblioteca responsável: BR599.1