Biblioteca Virtual em Saúde

BVS - Literatura Científico-Técnica

 
adicionar à sua lista
1.

Estilo de vida e o controle da hipertensão arterial em indivíduos assistidos pela Estratégia de Saúde da Família, em Pernambuco/ Lifestyle and control of hypertension in individuals assisted by Strategy for Family Health in Pernambuco

Autor(es): Paes, Isabella Martins Barbosa da Silva
Fonte: Recife; s.n; 2012. 94 p. ilus.
Tese [LILACS - Literatura Latino-Americana e do Caribe em Ciências da Saúde ID: 704488 ] Idioma(s): Português
O estilo de vida adotado poderá contribuir para exposição a fatores que influenciam no risco de adoecimento ou morte prematura. Com o crescente aumento das doenças crônicas não transmissíveis no mundo, a identificação destes fatores passam a orientar intervenções e práticas de saúde, com o objetivo de preveni-las oucontrolá-las. Nesta perspectiva, este estudo teve como objetivoanalisar os fatores de risco relacionados ao estilo de vida e as orientações profissionais que influenciam no controle da hipertensão arterial. Se constituiu em um estudo quantitativo de corte transversal, com 784 usuários hipertensos acompanhados pela ESF em municípios pernambucanos. Dos hipertensos entrevistados, apenas 43,1 por cento eram controlados em relação à pressão arterial; grande parte não realizava atividades físicas (69,0 por cento), apresenta excesso de peso (74,3 por cento), e possuía acúmulo de gordura abdominal (65,3 por cento). As análises univariadas mostraram que o IMC foi a variável do estilo de vida que apresentou associação positiva (p0,05) com o controle da pressão arterial. Entre as orientações profissionais esta relação esteve presente para as variáveis relacionadas à atividade física e perda de peso. A regressão logística multivariada identificou que o sexo, o nível de estudos, e o questionamento sobre a realização de atividades físicas, são fatores que independentes de outros exerceram influência no controle da pressão arterial. Estes resultados denotam a importância de estimular a adesão a um estilo de vida saudável, em que as orientações prestadas devem ser feitas de forma contínua, considerando as especificidades do indivíduo e de seu território em particular,buscando incentivar a autonomia parao auto cuidado e melhoria da qualidade de vida.
Localização: BR305.1, P126e; (043.3)"2012"