Biblioteca Virtual em Saúde

BVS - Literatura Científico-Técnica

 
adicionar à sua lista
1.

A utilização do lauril-sulfato de sódio associado ao hidróxido de cálcio (HcT10) aumenta o fluxo salivar em pacientes submetidos à radioterapia/ The use of sodium lauryl sulfate associated with calcium hydroxide (HcT10) increase salivar flow in patients undergoing radiotherapy

Autor(es): Semenoff, Tereza Aparecida Delle Vedove
Fonte: Araçatuba; s.n; 2009. 78 p. ilus, tab, graf.
Tese [LILACS - Literatura Latino-Americana e do Caribe em Ciências da Saúde ID: 705157 ] Idioma(s): Português
Objetivo: Avaliar o fluxo salivar e a fração de eliminação cintilográfica de pacientes tratados com bochecho de lauril-sulfato de sódio associado ao hidróxido de cálcio (HcT10) durante ou após o tratamento radioterápico na região cervicofacial. Casuística e método: Os pacientes foram divididos em dois grupos: O grupo I (G1) foi composto por pacientes pós-irradiados (n=20) e o grupo II (G2) por pacientes que seriam submetidos à radioterapia no início deste estudo (n=23). Os pacientes foram avaliados através de sialometria, tendo sido realizada uma coleta de saliva antes do início dos bochechos e 4 outras a cada 14 dias (C1-C5), e de cintilografia, sendo uma realizada antes do início dos bochechos e outra entre 3 e 4 meses depois. Dois pacientes do G1 e oito pacientes do G2 não fizeram as secundas cintilografias. Resultados: Houve, a partir de C4, aumento significativo na quantidade de saliva quando comparada à C1 (p<0,05) para o G1 e decréscimo da quantidade de saliva para o G2 mesmo com o uso do HcT10 (p<0,05). Os resultados da cintilografia demonstraram que houve aumento da função das glândulas parótidas do G1 (p<0,05), sem, entretanto haver diferenças para as glândulas submandibulares (p>0,05). Em relação ao G2 houve decréscimo da função de todas as glândulas salivares (p<0,05). Conclusão: O HcT10 mostrou-se benéfico para o aumento de saliva no G1, porém não foi capaz de manter a quantidade de saliva para o G2.
Objective: To evaluate salivary flow and the scintigraphic elimination of patients treated with a rinse of sodium lauryl sulphate associated with calcium hydroxide (HcT10) during or after radiation therapy in the cervicofacial area. Methods: Patients were divided into two groups: Group I (G1) was composed with post-irradiated patients (n=20) and Group II (G2) was composed with patients who were undergoing radiotherapy at the start of this study (n=23). Patients were evaluated by sialometry - one saliva collection before the start of mouthwash and 4 other every 14 days (C1-C5), and scintigraphy, the first one performed before the start of the mouthwash and the last one between 3 and 4 months later Two patients in G1 and eight patients in G2 did not perform the secondary scintigraphy. Results: There was, from C4, a significant increase in the amount of saliva when compared to C1 (p<0.05) for G1 and a decreased amount of saliva into G2 even with the use of HcT10 (p<0.05). The results of scintigraphy demonstrated an augmentation in the parotid gland function in G1 (p<0.05), without, however there are differences in the submandibular glands (p>0.05). Regarding the G2 to a decrease in light of all the salivary glands (p<0.05). Conclusion: HcT10 proved to be beneficial to increase salivary flow in G1, but it was unable to keep the amount of saliva for the G2.
Localização: BR186.1