Biblioteca Virtual em Saúde

BVS - Literatura Científico-Técnica

 
adicionar à sua lista
1.

Uso do Airtraq em cirurgias bariátricas influência do posicionamento/ Use of the Airtraq in bariatric surgery: influence of positioning

Autor(es): Ranieri Junior, Dante
Fonte: Botucatu; s.n; 2012. 71 p. ilus, tab.
Tese [LILACS - Literatura Latino-Americana e do Caribe em Ciências da Saúde ID: 705192 ] Idioma(s): Português
Problemas associados à manipulação das vias aéreas em pacientes obesos desafiam os anestesiologistas. O objetivo deste estudo foi comparar o uso do Airtraq® com o laringoscópio convencional observando-se o tempo de intubação traqueal, a necessidade de manobras facilitadoras, o grau de visualização das cordas vocais, bem como a influência de variáveis anatômicas na intubação traqueal de pacientes obesos posicionados em rampa. Em cento e trinta e dois pacientes, de ambos os sexos, com índice de massa corporal > 35 kg.m-2 e idade entre 18 e 60 anos, candidatos à cirurgia bariátrica, anotou-se o perímetro cervical, a distância mento-fúrcula e interincisivos, e o índice de Mallampati. Antes da indução da anestesia e após posicionamento com coxins dorsais (ramped position), os pacientes foram aleatoriamente divididos em dois grupos, de acordo com o dispositivo empregado para a intubação traqueal: laringoscópio de Macintosh (n = 64) ou Airtraq® (n = 68). Foram avaliados o índice de Cormack e Lehane, o tempo para intubação, os valores da saturação de pulso de oxigênio (SpO2), a pressão arterial média (PAM) e a frequência cardíaca. Observou-se o número de tentativas e necessidade de auxilio para a intubação. Houve falha na intubação em dois pacientes do grupo laringoscópio de Macintosh, que foram incluídos na análise por intenção de tratamento no pior cenário. O tempo de intubação foi menor com o Airtraq® (13,7 ± 3,1 segundos) do que com o laringoscópio de Macintosh (36,9 ± 22,8 segundos) (P<0,01)...
Airway management in bariatric surgery is a major challenge for anaesthesiologists. Thus, the aim of this study was to investigate the time required for tracheal intubation, the number of attempts to intubate, larynx visualization and the need for manoeuvres to optimize the glottis view of obese patients in ramped position by comparing the AirtraqTM and Macintosh laryngoscopes. Likewise, the influence of anatomical variables on intubation time was investigated. From 132 bariatric surgery patients with body mass index ≥35 kg.m-2 and aged 18 to 60 years, cervical perimeter, sternomental distance, interincisor distance, and Mallampati score were recorded. Patients were randomised into two groups according to whether a Macintosh (n = 64) or an AirtraqTM (n = 68) laryngoscope was used for tracheal intubation. Cormack & Lehane score, time required for intubation, pulse oximetry (SpO2), mean arterial pressure (MAP), and heart rate were assessed. Characteristics and consequences of airway management were evaluated. Intubation failed in two patients in the Macintosh laryngoscope group, and these patients were considered as worst case scenario (intention to treat analysis). The intubation times were 13.7 ± 3.1 seconds and 36.9 ± 22.8 seconds for AirtraqTM and Macintosh laryngoscope groups (P<0.01), respectively. The SpO2 values did not exhibit clinically relevant variation, and MAP was significantly lower in the AirtraqTM group three minutes after tracheal intubation. Cormack-Lehane scores were also lower for the AirtraqTM group...
Localização: BR33.1