A Biblioteca Cochrane foi excluída da BVS por decisão da Wiley de não renovação da licença de uso com a BIREME. Saiba mais.

Biblioteca Virtual em Saúde

BVS - Literatura Científico-Técnica

 
adicionar à sua lista
1.

Análise de custo-efetividade da toxina onabotulínica A no tratamento preventivo da migrânea crônica sob a perspectiva do sistema privado de saúde do Brasil/ Cost-effectiveness analysis of onabotulinumtoxinA in the preventive treatment of chronic migraine under the Brazilian private health care system perspective

Autor(es): Piovesan, Elcio; Cadecaro, Patricia; Pepe, Camila
Fonte:
Artigo [ PMID: 859641 ] Idioma: Inglês
Objetivo: Avaliar o custo-efetividade da toxina onabotulínica A (TB) versus ausência de tratamento "não tratar" (NT) da migrânea crônica refratária a pelo menos dois medicamentos em um Sistema de Saúde Suplementar. Métodos: Modelo analítico de decisão simulou desfechos e custos em 24 semanas. Os desfechos clínicos foram: dias com cefaleia (DC); dias com cefaleia moderada/severa (DCMS); episódios de cefaleia (EC); dias com migrânea (DM) e episódios de migrânea (EM). Para o braço NT, utilizaram-se os valores basais do placebo. Para o braço TB, utilizaram-se os valores basais aplicando as reduções relacionadas ao uso do tratamento. Os custos incluídos foram custos médicos diretos. Os dados que subsidiaram as análises foram extraídos da literatura. Avaliou-se uma aplicação de TB (155U) a cada 12 semanas, totalizando duas aplicações em 24 semanas. Custos foram extraídos de bases oficiais do Brasil. Considerou-se taxa de descontinuação de 3,8% para TB na semana 24. Análises de sensibilidade probabilística (ASP) e univariada (ASU) foram realizadas para o desfecho DM. Resultados: O uso de TB proporcionou redução de 52,42% nos DC; 47,97% nos DCMS; 37,60% nos EC; 50,49% nos DM; 35,68% nos EM e uma redução de R$ 1.193 com consulta médica e hospitalização. Houve incremento de R$ 8.646 com aplicação da TB, resultando numa Razão de Custo-Efetividade Incremental (RCEI) de R$ 142,16/DC; R$ 155,35/DCMS; R$ 198,22/EC; R$ 147,61/DM e R$ 208,85/EM. A ASP e ASU comprovaram os resultados do caso base. Conclusão: Uso de TB proporciona redução dos desfechos clínicos, variando de 44% a 49%, além de redução de 54% a 60% nos custos com visitas médicas e hospitalização.
Objective: To evaluate the cost-effectiveness of onabotulinumtoxinA (OT) versus "no treatment" (NT) of chronic refractory migraine to at least two drugs in the Supplementary Brazilian Health Care System. Methods: An analytical decision model simulated outcomes and costs at 24 weeks. Clinical outcomes were: days with headache (DH); days with moderate/severe headache (DMSH); headache episodes (HE); days with migraine (DM) and episodes of migraine (EM). For the NT arm, the baseline values of placebo were used. For the OT arm, baseline values were used as reductions related to treatment use. Costs included were direct medical costs. The data that supported the analyzes were extracted from the literature. One OT application (155U) was evaluated every 12 weeks totaling 2 applications in 24 weeks. Costs were extracted from Brazilian official databases. A 3.8% discontinuation rate was considered for OT at week 24. Probabilistic (PSA) and univariate (USA) sensitivity analyzes were performed for the DM outcome. Results: The use of OT provided a reduction of 52.42% in DH; 47.97% in DMSH; 37.60% in HE; 50.49% in DM; 35.68% in EM and a reduction of R$ 1,193 with medical visits and hospitalization. There was an increase of R$ 8,646 with OT application; resulting in an incremental cost-effectiveness ratio (ICER) of R$ 142.16/DH; R$ 155.35/DMSH; R$ 198.22/HE; R$ 147.61/DM and R$ 208.85/EM. PSA and USA proved the base case results. Conclusion: Use of OT provides a reduction in clinical outcomes ranging from 44% to 49%, as well as a reduction of 54% to 60% in costs with medical visits and hospitalization.