Your browser doesn't support javascript.

Biblioteca Virtual em Saúde Pública

Saúde Pública Brasil - Literatura Científico-Técnica

Imprimir Resultado em

Formato de exportação:

Resultado em

Email
Adicionar mais destinatários
| |

Fisioterapia associada à yoga e musicoterapia na doença de Parkinson: ensaio clínico / Physiotherapy associated with yoga and musicotherapy in Parkinson's disease: clinical trial

Sousa, Ana Sofia Kauling de; Lopes, Karolini Lima; Fragnani, Samuel Geraldi; Nery, Tatyana; Werner, Emílio; Bezerra, Poliana Penasso.
Rev. bras. neurol; 53(3): 31-40, jul.-ago. 2017. tab, graf
Artigo em Português | | ID: biblio-876875
Introdução: Abordagens alternativas para o exercício físico na doença de Parkinson estão sendo estudadas. Objetivo: Verificar a efetividade da prática em grupo da fisioterapia associada à yoga e musicoterapia nas variáveis cognição, equilíbrio, mobilidade e independência funcional em pessoas com doença de Parkinson. Materiais e Métodos: Sob um ensaio clínico randomizado controlado, realizado na Associação de Parkinson Tocando em Frente, vinte e quatro indivíduos nos estágios leve a moderado da doença de Parkinson foram alocados em grupo controle (GC) e grupo experimental (GE). Os pacientes foram avaliados no início e ao fim do programa de reabilitação de frequência semanal única (16 sessões). Ambos os grupos realizaram fisioterapia e o GE além da fisioterapia, realizou yoga e musicoterapia. Utilizou-se para comparação os testes t de Student e ANOVA two-way (medidas repetidas). Resultado: Fisioterapia associada à yoga e musicoterapia resultou em efeito significante superior na cognição e mobilidade quando comparado à fisioterapia como única intervenção, confirmado pela significante interação entre grupo e momento para as pontuações do Mini-Exame do Estado Mental (p=0,04; ƞ2Æ¿=0,33) e tempo para realização do teste de levantar e andar cronometrado (TUG) (p=0,005; ƞ2Æ¿=0,555) e do TUG com tarefa motora adicional (p=0,00; ƞ2Æ¿=0,924). Conclusão: O programa de reabilitação associando as intervenções realizadas em grupo e com frequência semanal única foi efetivo melhorando as variáveis estudadas, podendo ser utilizado na prática clínica. REBEC: RBR­4kf8zv.