Your browser doesn't support javascript.

Biblioteca Virtual em Saúde Pública

Saúde Pública Brasil - Literatura Científico-Técnica

Imprimir Resultado em

Formato de exportação:

Resultado em

Email
Adicionar mais destinatários
| |

Eficácia do uso de corticoides tópicos no tratamento da fimose primária em crianças e adolescentes / Efficacy of topical corticosteroids in the treatment of primary phimosis in children and adolescents / Eficacia del uso de corticoesteroides tópicos en el tratamiento de la fimosis primaria en niños y adolescentes

Guimarães, Flávio Manuel Gomes; Martins, Albino Monteiro.
Rev. bras. med. fam. comunidade; 12(39): 1-6, jan.-dez. 2017.
Artigo em Português | LILACS | ID: biblio-877104
Introdução: A fimose primária é um problema frequente na consulta de saúde infantil, com prevalência de 11% aos 3 anos de idade. Objetivo: O objetivo desta revisão é avaliar a evidência da eficácia do uso de corticoides tópicos (CCT) na redução da limitação da retratilidade do prepúcio em crianças e adolescentes. Métodos: Pesquisa efetuada nas bases de dados National Guideline Clearing House, Canadian Medical Association Pratice Guidelines Infobase, Cochrane Library, DARE, Bandolier, Evidence Based Medicine Online, Trip Database Online e Pubmed, utilizando os descritores "Phimosis and steroids". Pesquisaram-se normas de orientação clínica (NOC), meta-análises, revisões sistemáticas e ensaios clínicos aleatorizados e controlados (ECAC), nas línguas portuguesa, inglesa e espanhola. Foi usada a escala Levels of Evidence of Oxford Centre for Evidence Based Medicine. Resultados: Foram encontrados 148 artigos, dos quais 6 cumpriram os critérios de inclusão: 1 NOC e 5 ECAC. A orientação da Sociedade Europeia de Urologia Pediátrica publicada em 2013 recomenda o uso de CCT na fimose primária. Os ECAC incluíram no total 624 crianças e adolescentes entre os zero e os 15 anos. Foram testados diferentes CCT e esquemas terapêuticos. Verificou-se uma melhoria da retratilidade do prepúcio comparativamente com o placebo, com uma eficácia terapêutica dos CCT descrita entre 66% e 90%. Conclusão: Os estudos suportam a eficácia dos CCT no tratamento da fimose primária em crianças e adolescentes. No futuro é pertinente o desenho de estudos metodologicamente homogêneos e de maior dimensão para clarificar qual o melhor CCT e esquema terapêutico.