EVIPNet Brasil > Pesquisa > id:"biblio-837317"
adicionar à sua lista
1.

Elementos contribuintes para a aplicação da Odontologia baseada em evidências: parte II

Autor(es): Zanella, Luana; Serraglio, Carla Regina; Junior, Sinval Adalberto Rodrigues
Fonte: RFO UPF;21(2): 278-283, 30/08/2016.
[ ID: 837317 ]  LILACS Express Idioma: Português
Visando aplicar o modelo da Odontologia baseada em evidências (OBE) no dia a dia, o profissional precisa conhecer alguns conceitos de epidemiologia clínica e bioestatística. Objetivos: este estudo traz os elementos envolvidos na geração quantitativa da evidência com base na análise de estudos primários, na avaliação do risco de viés desses estudos e na determinação da qualidade da evidência gerada. Revisão de literatura: ensaios clínicos controlados randomizados (ECCRs) representam o melhor modelo de estudo para determinar a eficácia terapêutica de tecnologias em saúde, gerando dados que permitem calcular a diferença média entre grupos terapêuticos, o risco relativo ou o odds ratio (razão de chance). Essas medidas de tamanho de efeito, juntamente com seus intervalos de confiança, são gera -das em revisões sistemáticas pela metanálise e permitem determinar a alternativa terapêutica mais indicada para a situação clínica a ser resolvida. A metanálise também gera informações quanto à heterogeneidade dos dados obtidos. Revisões sistemáticas devem também sintetizar a qualidade da informação provida pelos estudos primários e da evidência gerada. Isso é feito com instrumentos como o da ColaboraçãoCochrane, para avaliação do risco de viés, e o GRADE, que permite avaliar a qualidade da evidência gerada centrada no desfecho. Considerações finais: estes estudos visaram instrumentalizar estudantes e profissionais de odontologia para o vislumbre da prática clínica sob o mode -lo daOBE, apresentando elementos da construção e análise de revisões sistemáticas e ECCRs. Este estudo focou nos elementos relativos à análise dos dados e na qualificação da evidência gerada.