EVIPNet Brasil > Pesquisa > id:"biblio-868957"
adicionar à sua lista
1.

Envelhecimento ativo e estilo de vida: uma revisão sistemática da literatura/ Active aging and lifestyle: a systematic literature review

Autor(es): Cavalcanti, Alana Diniz; Moreira, Rafael da Silveira; Barbosa, Jessyka Mary Vasconcelos; Silva, Vanessa de Lima
Fonte: Estud. interdiscip. envelhec;21(1): 71-89, abr. 2016. ilus, tab
[ ID: 868957 ] Idioma: Português
Objetivo: revisão sistemática de artigos publicados sobre o envelhecimento ativo e determinantes sociais relativos ao estilo de vida. Métodos: pesquisa em artigos nas bases de dados PubMed e Lilacs publicados entre os anos de 2012 e 2014 nos idiomas português, inglês e espanhol. Resultados: oito artigos compuseram o produto final da seleção, apresentando delineamento seccional em cinco trabalhos e coorte prospectiva nos outros três. Os estudos tiveram origem na Coreia do Sul, na China, no Reino Unido, na Suécia, na Alemanha, na Austrália e nos Estados Unidos. Os componentes referentes ao estilo de vida identificados foram: variáveis culturais, atividades físicas, lazer, expectativas de resultados e posse de animal de estimação. As variáveis para o envelhecimento ativo foram qualidade de vida, satisfação com a vida, atividade física e autoavaliação da saúde. Discussão: inferiu-se que pesquisas sobre temas relativos à qualidade de vida no envelhecimento são mais presentes nos países que têm uma realidade que vai ao encontro da teoria. Práticas saudáveis, ainda que adotadas somente na velhice, mostraram-se eficazes na conquista de um bem-estar. Conclusão: todos os trabalhos apresentados demonstram uma relação estreita entre o envelhecimento ativo e os determinantes sociais relativos ao estilo de vida. As ações cotidianas implicam no processo de envelhecer enquanto curso de vida, sejam elas físicas, emocionais, sociais ou mentais.
Aim: a systematic revision of published papers about active aging and social determinants related to the lifestyle. Methods: A research of papers in the Pubmed and Lilacs databases, published in 2012, 2013 and 2014 in Portuguese, English and Spanish languages. Results: Eight papers were selected, in five of those was presented sectional delineation and, in the three others, prospective cohort. The studies had developed in South Korea, China, United Kingdom, Sweden, Germany, Australia and USA. The influential factors in the identified lifestyle were: cultural variables, physical activities, leisure, results expectation, and having a pet. Quality of life, life satisfaction, physical activity and health self-assessment were identified as result for active aging. Discussion: It was inferred that searches about themes related to quality of life in aging are most present in countries, which have reality inspired in the theory. Health practices, even if adopted only in old age, proved to be effective in a well-being achievement. Conclusion: All presented papers proved a strict correlation between active aging and the social determinants related to lifestyle. The daily actions implies aging process while being life course, whether physical, emotional, social or mental.