EVIPNet Brasil > Pesquisa > id:"biblio-870386"
adicionar à sua lista
1.

Conhecimentos, atitudes e práticas dos profissionais da Estratégia Saúde da Família de Teresina para o controle da sífilis em gestante/ Knowledge, attitudes and practices of professionals in the Health Strategy Teresina family for control of syphilis in pregnant women

Autor(es): Rodrigues, Danielle Carvalho
Fonte: Rio de Janeiro; s.n; 2015. 96 p. tab.
[ ID: 870386 ] Idioma: Português
Tipo de publicação: Estudos de Avaliação
A sífilis ainda permanece como um problema de saúde pública mundial, apesar de possuir diagnóstico e tratamento acessíveis e de baixo custo. O objetivo do estudo é verificar os conhecimentos, as atitudes e as práticas dos profissionais de saúde que atuam na ESF de Teresina e identificar as suas principais dificuldades para a implantação dos protocolos assistenciais e suas propostas para o avanço da assistência no controle da sífilis na gestação. Trata-se de um estudo transversal realizado com 366 profissionais que atuam na ESF de Teresina, com a participação de 70,9 por cento dos elegíveis. Foi realizada uma análise bivariada com utilização do teste estatístico Qui-quadrado para verificar se o conhecimento, a atitude e a prática dos profissionais estão relacionados à categoria profissional. A análise foi realizada com utilização do software SPSS (versão 20). Entre os participantes dos estudo, 44 por cento eram médicos e 56 por cento enfermeiros. Os resultados indicaram falhas nos conhecimentos, atitudes e práticas dos profissionais de saúde, que estão relacionadas ao baixo conhecimento sobre a transmissão vertical da sífilis, testes diagnósticos, definição de casos de sífilis congênita, situação epidemiológica desse agravo no município e sua meta de eliminação, erros no diagnóstico,no tratamento, no controle de cura da doença, na abordagem dos parceiros, problemas na aplicação da penicilina na UBS e baixa familiaridade com o protocolo. Apenas três indicadores apresentaram conformidade com o padrão de avaliação adotado (95 por cento de acerto): Proporção de profissionais com conhecimento correto sobre a transmissão da sífilis na gestação de acordo com a idade gestacional, Proporção de profissionais com conduta adequada relativa às orientações de prevenção da SC e Proporção de profissionais com conduta adequada relativa às orientações sobre tratamento do parceiro. As barreiras relatadas estavam relacionadas aos usuários (90,4 por cento), à organização do serviço (76,4 por cento) e ao próprio profissional (42,2 por cento). Melhoria da assistência pré-natal, implantação dos testes rápidos na atenção básica, garantia do tratamento das gestantes com penicilina, maior integração entre vigilância epidemiológica e assistência, treinamentos sobre manejo clínico e aconselhamento em DST’s, e trabalhos educativos com os usuários são propostas essenciais para eliminar a sífilis congênita como problema de saúde pública.
Syphilis remains a global public health problem, despite having accessible and affordable diagnostic and treatment. The aim of the study is to assess the knowledge, attitudes and practices of health professionals working in the Family Health Strategy (FHS) in Teresina and identify their main difficulties in the implementation of care protocols and proposals to advance the care in the control ofsyphilis in pregnancy. It is a cross-sectional study of 366 professionals, with the participation of 70.9 percent of the eligible. It was performed a bivariate analysis using thechi-square statistical test to verify that the knowledge, attitude and practice of the professionals are related to the professional category. The analysis was performedusing SPSS software (version 20). Among study participants, 44 percent were physicians and 56 percent nurses. The results indicate flaws in knowledge, attitudes and practices of health professionals who are related to low knowledge of vertical transmission of syphilis, diagnostic tests, definition of cases of congenital syphilis, the epidemiological situation of this disease in the municipality and its goal of elimination, errors in diagnosis, treatment, cure disease control, in addressing the partners, problems in the application of penicillin in FHS and low familiarity with the protocol. Only three indicators showed accordance with the adopted evaluation standard (95 percent accuracy): Proportion of professionals with correct knowledge about the transmission of syphilis in pregnancy according to gestational age, Proportion of professionals with proper conduct on guidelines IS prevention and Proportion of professionals with proper conduct on the partner's guidelines on treatment. Reported barriers were related to users (90.4 percent), the service organization (76.4 percent) and the professional itself (42.2 percent). Prenatal care improvement, implementation of rapid tests in primary care, ensuring treatment of pregnant women with penicillin, greater integration between epidemiological surveillance and assistance, training on clinical management and counseling for STDs, and educational work with users areessential proposals for eliminate congenital syphilis as a public health problem.