EVIPNet Brasil > Pesquisa > id:"biblio-891886"
adicionar à sua lista
1.

Assessment of psychosocial factors at work: A systematic review/ Avaliação de fatores psicossociais no trabalho. uma revisão sistemática

Autor(es): VAZQUEZ, Ana Claudia Souza; PIANEZOLLA, Mauricio; HUTZ, Claudio Simon
Fonte: Estud. Psicol. (Campinas, Online);35(1): 5-13, Jan.-Mar. 2018. tab
[ ID: 891886 ]  LILACS Express Idioma: Inglês
Abstract This paper presents a systematic review of Brazilian and international studies on the assessment of psychosocial factors, published between 2009 and 2015, with emphasis on the analysis of assessment instruments. One of the main interests of this review was to identify, in the published articles, the use of principles of Positive Psychology in the analysis of factors of prevention, promotion and health protection of workers. A total of 5,724 articles were found. Articles that were repeated or not written in Portuguese, English or Spanish were excluded. Thus, after analysis, 410 articles remained. Of these, 69 articles that dealt directly with the evaluation of psychosocial factors at work were selected. Most studies address the pathogenesis of psychosocial factors, but there is increasing number of studies that combine the analyses of pathogenic factors with motivational factors in health promotion and in the study of preserved positive aspects. We found that although the findings indicate an incipient movement concerning some protective factors (social support, creativity, engagement, etc.), there are still few studies in the Positive Psychology approach. We suggest that further studies test integrative theoretical models or stressors and motivational factors to deepen the understanding of the protective factors and positive aspects associated with psychosocial factors at work.
Resumo Este artigo realiza uma revisão sistemática nos estudos brasileiros e internacionais para a avaliação de fatores psicossociais, entre 2009 e 2015, com ênfase na análise de instrumentos de avaliação. Um dos interesses principais nessa revisão foi identificar a utilização dos princípios da Psicologia Positiva na análise dos fatores de prevenção, promoção e proteção à saúde dos trabalhadores nos artigos investigados. Foram encontrados 5.724 artigos. Foram excluídos trabalhos repetidos e não escritos em português, inglês ou espanhol. Restaram 410 artigos. Destes foram selecionados 69 que tratavam diretamente sobre avaliação dos fatores psicossociais do trabalho. A maioria dos estudos lida com a patogênese dos fatores psicossociais, mas há uma produção crescente combinando análises de fatores patogênicos com fatores motivacionais na promoção da saúde e no estudo de aspectos positivos preservados. Constatou-se que embora os achados indiquem um movimento incipiente de considerar alguns fatores protetivos (suporte social, criatividade, engajamento, etc.), ainda há poucos estudos no enfoque da Psicologia Positiva. Sugere-se que estudos futuros testem modelos teóricos integrativos ou fatores estressores e motivacionais para aprofundar o entendimento dos fatores de proteção e aspectos positivos associados a fatores psicossociais no trabalho.