EVIPNet Brasil > Pesquisa > id:"biblio-891991"
adicionar à sua lista
1.

Therapeutic exercise for pregnancy low back and pelvic pain: a systematic review/ Exercícios terapêuticos para dor lombar e pélvica gestacional: uma revisão sistemática

Autor(es): Colla, Cássia; Paiva, Luciana Laureano; Thomaz, Rafaela Prusch
Fonte: Fisioter. Mov. (Online);30(2): 399-411, Apr.-June 2017. tab, graf
[ ID: 891991 ]  LILACS Express Idioma: Inglês
Abstract Introduction: During pregnancy, a woman's body goes through many changes, and lower back and pelvic pain are common and may persist after pregnancy. Although the literature point physical therapy as an effective therapeutic tool, there are few studies on the effects of physical therapy intervention through exercises for this purpose. Objective: To perform a systematic review on the use of Physiotherapy, through therapeutic exercises, for the prevention and treatment of pregnancy low back and pelvic pain. Methods: A systematic search for randomized trials (RCTs) was conducted on the databases PubMed, PEDro, Cochrane, EMBASE, LILACS and Periódicos Capes. There was no date or language restriction. The terms included in the search were: "pregnancy", "low back pain", "pelvic pain", "exercise therapy" and their descriptors in Portuguese. Methodological quality was assessed using the PEDro scale and a descriptive analysis of the studies was performed. Results: Eight studies, including 1781 pregnant women, were selected. Among them, one study addressed the issue of low back pain, two focused on pelvic pain and five on low back and/or pelvic pain. Seven studies presented high methodological quality, and only one study had low methodological quality. Limited evidence on low back pain was found, and conflicting evidence on pelvic pain, and low and/or pelvic pain. Conclusion: RCTs on the subject are scarce and heterogeneous, making it impossible to reach a consensus or any conclusions about which protocol of therapeutic exercise is more effective in the use of physiotherapy for pregnancy low back and pelvic pain.
Resumo Introdução: Na gravidez o organismo materno passa por muitas transformações e a dor lombar e a dor pélvica são frequentes, podendo persistir após a gestação. Embora a literatura venha apontando a Fisioterapia como recurso terapêutico efetivo, existem poucos estudos sobre os efeitos da intervenção fisioterapêutica por meio de exercícios para esse fim. Objetivo: Desenvolver uma revisão sistemática sobre a abordagem da Fisioterapia, por meio de exercícios terapêuticos, na prevenção e no tratamento da dor lombar e pélvica gestacional. Métodos: Realizou-se uma busca sistemática por ensaios clínicos randomizados (ECRs) nas bases de dados PubMed, PEDro, Cochrane, EMBASE, LILACS e Periódicos Capes. Não houve restrição de data e de idioma. Os termos compreendidos na busca foram: "pregnancy", "low back pain", "pelvic pain", "exercise therapy" e seus descritores em português. A qualidade metodológica foi avaliada por meio da escala PEDro, e uma análise descritiva dos estudos foi realizada. Resultados: Oito estudos, incluindo 1781 gestantes, foram selecionados. Dentre eles, um estudo aborda a temática da dor lombar, dois sobre dor pélvica e cinco sobre dor lombar e/ou pélvica. Sete estudos apresentaram alta qualidade metodológica, e somente um estudo apresentou qualidade metodológica baixa. Foram encontradas evidências limitadas para dor lombar e evidências conflitivas para dor pélvica e para dor lombar e/ou pélvica. Conclusão: Os ECRs sobre o tema ainda são escassos e heterogêneos, impossibilitando estabelecer consenso e conclusões sobre qual protocolo de exercícios terapêuticos é mais eficaz no manejo fisioterapêutico da dor lombar e pélvica gestacional.