EVIPNet Brasil > Pesquisa > id:"biblio-891994"
adicionar à sua lista
1.

Assessment instruments of functioning in Brazilian elderly and the ICF: a systematic review/ Instrumentos de avaliação da funcionalidade em idosos brasileiros e a CIF: uma revisão sistemática da literatura

Autor(es): Gomes, Cíntia Sulino; Buranello, Mariana Colombini; Castro, Shamyr Sulyvan
Fonte: Fisioter. Mov. (Online);30(3): 625-637, July-Sept. 2017. tab, graf
[ ID: 891994 ]  LILACS Express Idioma: Inglês
Abstract Introduction: Under the new conceptual model described by the International Classification of Functioning Disability and Health (ICF) for a biopsychosocial health analysis, it is necessary to consider that it is not arising only from biological conditions, but also environmental, social, cultural and politics involved in this process. Objective: To review the publications that had the Brazilians elderly functioning as outcome by analyzing the instruments used and to verify its consistency with the ICF model. Methods: A systematic review of the Brazilian literature on elderly was performed in SciELO, PubMed, Scopus, and Lilacs databases. Publications starting in 2001, in English, Portuguese or Spanish, studies with experimental design or intervention, having the Brazilian elderly as the only subject. For evaluating the quality of the papers, the Downs and Black checklist were used. Results: From 3070 items first found in the research, 29 articles remained for this study. Of these, 25 instruments were used to measure the eldery functioning. The frequency of the ICF domains were: health condition (0.28%), body structure and function (1.71%), activity (82.34%), participation (3.42%), environmental factors (12.25%) and personal factors (0%). Conclusion: Despite the ICF be much discussed today, it was possible to detect remaining gaps in the studies about the subject. The results of this study indicate that the conceptual model has not being fully and equitably used when it comes to the eldery functioning.
Resumo Introdução: Sob o novo modelo conceitual descrito pela Classificação Internacional de Funcionalidade Incapacidade e Saúde (CIF), para uma análise biopsicossocial da saúde, torna-se necessário considerar que ela não é advinda apenas das condições biológicas, mas também de fatores ambientais, sociais, culturais e políticos envolvidos neste processo. Objetivo: Revisar as publicações que possuem como desfecho a funcionalidade de idosos brasileiros analisando os instrumentos utilizados para sua avaliação e verificar sua coerência com o modelo da CIF. Métodos: Foi realizada uma pesquisa de revisão sistemática da literatura, nas bases de dados SciELO, PubMed, Scopus e Lilacs. Foram incluídas publicações a partir de 2001, nos idiomas inglês, português ou espanhol, estudos com desenho experimental ou de intervenção, tendo como sujeitos de estudo apenas idosos brasileiros. Para a avaliação da qualidade dos artigos incluídos, foi utilizado o Checklist de Downs e Black. Resultados: Dos 3070 artigos encontrados, após leitura minuciosa, restaram 29. Destes, foram selecionados 25 instrumentos que foram utilizados para medir a funcionalidade do idoso, onde a frequência dos domínios da CIF foi: condição de saúde (0,28%), função e estrutura do corpo (1,71%), atividade (82,34%), participação (3,42%), fatores ambientais (12,25%) e fatores pessoais (0%). Conclusão: Apesar da CIF ser muito discutida na atualidade, foi possível detectar lacunas ainda existentes nos estudos acerca do tema. Os resultados da presente pesquisa apontam que o modelo conceitual não está sendo utilizado em sua totalidade e de forma equânime quando se trata de funcionalidade em idosos.