EVIPNet Brasil > Pesquisa > id:"lil-772796"
adicionar à sua lista
1.

Desempenho da reação em cadeia da polimerase no líquido amniótico para diagnóstico da toxoplasmose congênita. Revisão sistemática e metanálise/ Polymerase chain reaction performance in the amniotic fluid for the diagnosis of congenital toxoplasmosis. Systematic review and meta-analysis

Autor(es): Azevedo, Christianne Terra de Oliveira
Fonte: Rio de Janeiro; s.n; 2013. x,55 p. tab, graf.
[ ID: 772796 ] Idioma: Português
A toxoplasmose é uma zoonose endêmica em todo o mundo causada pelo Toxoplasma gondii. Embora a maioria das infecções sejam subclínicas e assintomáticas, tem uma grande importância em hospedeiros imunocomprometidos e em recém-nascidos com infecção congênita. A infecção causada pelo Toxoplasma gondii durante a gestação pode causar graves lesões ao feto. A realização de exames laboratoriais para investigação diagnóstica da toxoplasmose congênita durante o prenatal é imprescindível para o tratamento correto da gestante e melhor prognóstico das crianças infectadas.O grande avanço no diagnóstico prenatal da infecção fetal pelo Toxoplasma gondii foi o uso da reação em cadeia da polimerase (PCR) no líquido amniótico. O objetivo da investigação é avaliar o desempenho diagnóstico da PCR para identificação da toxoplasmose fetal em gestantes com diagnóstico sorológico de toxoplasmose recente, através de uma revisão sistemática da literatura. Nessa revisão a sensibilidade global do teste da PCR foi de 77 por cento e a especificidade de 98,3 por cento, alcançando sensibilidade de 87 por cento e especificidade de 99 por cento quando realizado até cinco semanas após o diagnóstico materno. No entanto o desempenho do teste pode variar de acordo com o trimestre da gravidez. Pode ser recomendado para uso nas primeiras cinco semanas após o diagnóstico materno quando há suspeita de toxoplasmose fetal...