EVIPNet Brasil > Pesquisa > id:"lil-778739"
adicionar à sua lista
1.

Automedicação em crianças atendidas em centro de especialidades odontológicas na Amazônia/ Children's self-medication attended at an Amazon Dental Specialist Center

Autor(es): Nogueira, Jorge Sá Elias; Bonini, Gabriela A. V. Cunha; Imparato, Jose Carlos P; Politano, Gabriel Tilli Politano; Mascaro, Monique Saveriano de Benedetto
Fonte: Rev. Assoc. Paul. Cir. Dent;69(4): 369-375, 2015. ilus, tab
[ ID: 778739 ] Idioma: Português
O objetivo deste trabalho foi avaliar e caracterizar alguns aspectos relacionados a automedicação em pacientes atendidos em urgência odontológica infantil em um centro de especialidades médicas e odontológicas. Os pais ou responsáveis por crianças com idade entre 2 e 9 anos que procuraram atendimento odontológico no período entre outubro e novembro de 2012, responderam a um questionário aplicado de forma randomizada. Apesar dos pais/responsáveis revelaram que a receita deve ser inalterada e intransferível (73,2%; p<0,05), a maioria dos entrevistados (67,2%) é favorável à automedicação e a reutilização de receitas antigas foi a forma mais utilizada para praticá-la (27,9%). Houve associação coerente entre o tipo de medicamento utilizado com os problemas de urgência odontológica, como emprego de analgésicos em casos de dor (65,3%; p<0,05), antitérmico para febre (67,0%; p<0,05) e anti-inflamatório em caso de edema (57,6%; p<0,05) e a maioria dos responsáveis que exerce a automedicação é do gênero feminino. O estudo mostrou que a automedicação é exercida em larga escala pelos usuários do serviço, podendo levar à utilização de doses inadequadas ou a resistência aos antibióticos pelos pacientes...
This paper aims to evaluate and characterize some aspects of patients self-medication. The study was conducted at children's dental emergency sector in a center of medical and dental specialties. A randomized questionnaire was applied for parents or guardians of children aged 2 to 9 years who sought dental care in the period between October and November 2012. Although the parents/guardians claim that prescription should be unchanged and nontransferable (73.2%; p <0.05), most of the surveyed people (67.2%) are in favor of self-medication. The reuse of old prescription was the most used way to practice it (27.9%). There was consistent association between the type of drug used with emergency dental problems such as use of analgesics in case of pain (65.3%; p <0.05), antipyretic for fever (67.0%; p <0, 05) and anti-inflammatory in cases of edema (57.6%; p <0.05) and the women practice self-medication more often. The study showed that self-medication is exercised largely by service users, which may lead to the use of inadequate doses or resistance to antibiotics by patients...