Your browser doesn't support javascript.

Plataforma de Conhecimentos

PROGRAMA MAIS MÉDICOS

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Email
Adicionar mais destinatários
| |

Implantação da residência médica e multiprofissional em saúde da família em um município paulista: percepção de residentes da primeira turma (2014-2016) / Implementation of a multiprofessional residency in family health in a city of São Paulo state: perception of the first residents (2014-2016)

Pinho, Liliane Maria Guimarães de; Garcia, Vera Lúcia; Nogueira-Martins, Maria Cezira Fantini.
Rev. bras. pesqui. saúde; 19(2)abr.-jun. 2017.
Artigo em Espanhol | LILACS | ID: biblio-879158
No Sistema Único de Saúde (SUS), a implantação de novos modelos assistenciais, como a Estratégia Saúde da Família, vem demandando uma qualificação dos profissionais. Nessa direção, a Residência em Saúde constitui modalidade de ensino de pós-graduação lato sensu, caracterizada pela formação em serviço. Assim, no município de Sorocaba/SP, foram implantados Programas de Residência Médica e Multiprofissional em Saúde da Família. Objetivo: Identificar e analisar as percepções da primeira turma de residentes (2014-2016) a respeito de sua experiência nos Programas de Residência em Saúde da Família. Métodos: Foi utilizada a abordagem qualitativa de pesquisa, com a técnica do grupo focal. Foram formados grupos com residentes de Enfermagem, Medicina e Odontologia. O material foi analisado segundo os princípios da análise temática. Resultados: Foram obtidas quatro categorias: a) as várias mudanças de 2014; b) a preceptoria e a tutoria; c) a estruturação do programa; d) a percepção do aprendizado ao final da residência. Os residentes consideraram que a experiência vivida foi interessante e proveitosa. Vários dos pontos críticos apontados por eles são semelhantes às experiências de implantação de residência em Saúde da Família de outros municípios. Conclusão: O estudo aponta um caminho possível para a formação dos profissionais de saúde para o SUS, especialmente para sua principal estratégia de organização da Atenção Básica, que é a Estratégia de Saúde da Família.(AU)
Introduction: In the Brazilian National Public Health System (SUS) , the implementation of novel healthcare models, such as Family Health Strategy, demands training and qualification of new professionals. In line with this, the inservice Medical and Multiprofessional Family Health Residency Programs were implemented in the city of Sorocaba, São Paulo. Objectives: To survey the perceptions of the first residents regarding their experience in these Programs. Methods: This is a qualitative research which used the focus group technique. Groups with residents that made up the Family Health core team (Nursing, Medicine and Dentistry) were formed. Data was analyzed according to thematic analysis. Results: Four categories were obtained: a) the various changes that took place in 2014; b) preceptorship and mentoring; c) the program structuring; d) the perception of learning at the end of internship. Discussion: Residents have considered the internship experience to be very exciting and profitable. Several of the critical points raised by the residents are similar to the implementation experiences of residency in Family Health in other cities. Conclusion: The study suggests a possible way to train healthcare professionals for the Brazilian National Public Health System (SUS), especially for its main organization strategy of Primary Care, which is the Family Health Strategy.(AU)
Biblioteca responsável: BR1.1