Your browser doesn't support javascript.

Plataforma de Conhecimentos

PROGRAMA MAIS MÉDICOS

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Email
Adicionar mais destinatários
| |

O Programa Mais Médicos, a infraestrutura das Unidades Básicas de Saúde e o Índice de Desenvolvimento Humano Municipal / The Mais Médicos (More Doctors) Program, the infrastructure of Primary Health Units and the Municipal Human Development Index

Soares Neto, Joaquim José; Machado, Maria Helena; Alves, Cecília Brito.
Ciênc. Saúde Colet; 21(9): 2709-2718, Set. 2016. tab, graf
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-795324
Resumo O presente trabalho tem como objeto central o estudo do contexto em que atuam os profissionais do Programa Mais Médicos. Para isto, a pesquisa utiliza a escala de infraestrutura das UBSs, desenvolvida recentemente por Soares Neto e colegas para aprofundar o conhecimento das relações entre a infraestrutura das UBSs e o IDHM dos municípios que receberam médicos do PMM. Utilizando estatísticas exploratórias e inferenciais, o artigo mostra que das UBSs que receberam médicos do PMM, 65,2% têm infraestrutura de média qualidade e apenas 5,8% delas têm infraestrutura de baixa qualidade. A correlação de 0,50 entre o indicador de infraestrutura e o IDHM aponta para uma tendência moderada de que municípios com baixos IDHMs tenham UBSs mais precárias. Por meio de uma análise de regressão linear múltipla, pode-se inferir que o fator que mais contribui para o aumento do indicador de infraestrutura das UBSs é a renda média municipal. Por outro lado, o fator que afeta negativamente a infraestrutura das UBSs é estar localizada na região Norte ou Nordeste.
Abstract The main objective of this article was to examine the context in which professionals working within the Mais Médicos (More Doctors) Program operate. This study used the infrastructure scale of primary health units (PHUs), which was recently developed by Soares Neto and colleagues to provide more information regarding the relationship between the infrastructure of PHUs and the Municipal Human Development Index (MHDI) of municipalities that received Mais Médicos Program doctors. Using exploratory and inferential statistics, the article shows that 65.2% of the PHUs that received Mais Médicos Program doctors had medium-quality infrastructure and only 5.8% of them had low-quality infrastructure. The correlation of 0.50 between the infrastructure indicator and the MHDI points to a moderate tendency for municipalities with low MHDIs to have more precarious PHUs. Using multiple linear regression analysis it can be inferred that the main factor that contributed to the increase in the infrastructure indicator of the PHUs was the average municipal income. On the other hand, the factor that negatively affected the infrastructure of the PHUs was being located in the north or northeast regions.
Biblioteca responsável: BR1.1