Your browser doesn't support javascript.

Plataforma de Conhecimentos

PROGRAMA MAIS MÉDICOS

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Email
Adicionar mais destinatários
| |

Lições aprendidas na comparação dos sistemas de saúde brasileiro e espanhol / Lessons learned from the comparison of brazilian and spanish health systems

Campos, João José Batista de; Forster, Aldaísa Cassanho; Freire Filho, José Rodrigues.
Espaç. saúde (Online); 17(1): 121-129, jul.2016. ilus, tab
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-795872
Este artigo aborda características dos sistemas de saúde e do desenvolvimento da Atenção Primária à Saúde (APS) do Brasil e da Espanha. Pretende-se discutir fortalezas e fragilidades dos diferentes cenários,no âmbito dos sistemas de saúde, para a formação médica de graduação, comprometida com o desenvolvimento da APS. Os materiais do trabalho foram: relatórios de pesquisas elaborados durante os estudos de pós-doutorado realizados respectivamente,em Madri (2004) e Granada (2015) e documentação oficial publicada pelos dois sistemas. O desempenho dos dois sistemas de saúde foi estudado por meio das seguintes variáveis: o indicador proporção de Internações Sensíveis à Atenção Básica (ISAB), coberturas da população por equipes e médicos de APS atingidas nos dois países. A formação médica orientada para a atenção primária na Espanha baseou-se no Plano de estudos de 1999 e de 2015 de duas faculdades e, no Brasil, apoiou-se nas diretrizes curriculares de 2001 e 2014. As reformulações dos dois sistemas de saúde, promovidas por mudanças na política de financiamento e garantia do direito à saúde, têm consequências de curto e médio prazo no mercado de trabalho e de formação de profissionais da saúde. Estudos futuros serão necessários para avaliara eficácia e a efetividade das mudanças dos sistemas de saúde sobre a formação médica voltada para o desenvolvimento da APS...
This article discusses features of the healthcare systems and the development of Primary Health Care (PHC) in Brazil and Spain. It intends to discuss strengths and weaknesses of differents cenarios in the context of healthcare systems, for undergraduate medical study, committed to the development of the PHC. The work included research reports produced in post-doctoral research carried out respectively in Madrid (2004) and Granada (2015)and official documents published by both systems. The performance of the two health systems was revised with the use of the following variables: the indicator of proportion of hospitalizations sensitive to primary care (ISAB), population coverageby teams and PHC doctors achieved in both countries. Training of physicians for primary care in Spain focused on the Plan of Studies of 1999 and 2015 of two colleges and, in Brazil, it relied on the curriculum guidelines of 2001 and 2014. Results: changes in both health systems, promoted by changes in the funds policy, and guarantee of right to health have short- and long-term consequences to labor market and the training of healthcare professionals. Future studies would be needed to assess the efficacy and effectiveness of the changes in healthcare systems on medical education for PHC...
Biblioteca responsável: BR512.1