Your browser doesn't support javascript.

Plataforma de Conhecimentos

PROGRAMA MAIS MÉDICOS

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Email
Adicionar mais destinatários
| |

Avaliação de Política Pública: o Programa Mais Médicos

Telles, Helcimara de Souza.
Projetos de Pesquisa em Português | Pesquisas PMM | Em andamento | ID: pesqpmm-95
Instituição do pesquisador: Não Universitária
Nome da instituição: Unidades Básicas de Saúde
Resumo: Os testes de médias revelaram que o PMM é especialmente bem avaliado entre os indivíduos socialmente mais vulneráveis: pessoas com renda familiar não superior a um salário mínimo, com o perfil de Cadastro Único, mulheres, com filhos, que não se identificam como de cor branca, e que têm idades que variam entre 25 e 39 anos. Sua instrução não costuma ser maior que o ensino fundamental, são em geral trabalhador(a) rural, autônomo(a) ou dona de casa. No conjunto das mulheres, as gestantes apresentam avaliação ainda mais positiva que a média das mulheres.
Objetivos: 1. Delinear um panorama sobre a saúde nos Municípios e nas Unidades Básicas de Saúde contempladas pelo Programa Mais Médicos.2. Avaliar o impacto da sua implantação, a partir da visão dos seguintes sujeitos: Médicos (condições de trabalho), População Assistida (acesso à saúde e avaliação dos serviços) e Gestores Municipais (gestão da saúde).
Tipo de pesquisa: Observacional
Abrangência: Nacional
Região: Sudeste
Cidade / Município: Belo Horizonte
Estado: Minas Gerais
País: Brasil
Data de início: 01/03/2014
Data provável de finalização da pesquisa: 01/06/2016
Data de finalização da pesquisa: 01/06/2016
Equipe de pesquisadores: Telles, Helcimara de Souza; Machado, José Angelo; Horta, Carlos Roberto; Menicucci, Telma; Melo, Paulo Victor; Montenegro, Marcela; Bastos, Camila
Fonte de Financiamento: Governamental
Taxonomia PMM: Avaliação do Programa
Considerando-se variáveis ambientais (ligadas ao contexto social e espacial da avaliação) e institucionais (decorrentes de fatores de gestão do programa), viu-se que o PMM é especialmente bem avaliado nas UBS já atendidas pelo Programa. Ressalta-se, então, que isso é um fator muito importante para o entendimento de que o programa pode ser ampliado entre as comunidades de mesmo perfil, com risco baixo de reprovação ou de subtilização dos serviços.