Your browser doesn't support javascript.

Plataforma de Conhecimentos

PROGRAMA MAIS MÉDICOS

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Email
Adicionar mais destinatários
| |

Percepções de estudantes de medicina sobre a experiência de aprendizado na comunidade dentro do programa mais médicos: análise de um grupo focal

Santos, Bráulio Érison França dos.
Projetos de Pesquisa em Português | Pesquisas PMM | Finalizada | ID: pesqpmm-96
Instituição do pesquisador: Universitária
Nome da instituição (Universidade): Universidade Federal do Amapá
Nome da instituição (Faculdade): Universidade Federal do Amapá
Nome da instituição (Departamento): Universidade Federal do Amapá
Resumo: Trata-se de uma pesquisa de abordagem qualitativa para identificar as percepções de discentes sobre o aprendizado na comunidade durante acompanhamento de equipes de saúde da família integradas ao programa mais médicos para o Brasil. Estudo realizado no curso de Medicina da Universidade Federal do Amapá referente às atividades de ensino na comunidade do primeiro semestre da quarta série de graduação no ano letivo de 2015.
Objetivos: Identificar as percepções dos acadêmicos de medicina sobre a experiência de aprendizado na comunidade durante acompanhamento de equipes de saúde da família do programa mais médicos através da técnica do grupo focal.
Tipo de pesquisa: Observacional
Abrangência: Estadual
Região: Norte
Cidade / Município: Macapá
Estado: Amapá
País: Brasil
Data de início: 01/09/2015
Data provável de finalização da pesquisa: 30/01/2016
Data de finalização da pesquisa: 30/01/2016
Equipe de pesquisadores: Santos, Bráulio Érison França dos; Morais, Leila do Socorro da Silva; Nazima, Maira Tiyomi Sacata Tongu; Sena, Iuri Silva; Guerreiro, Lucas Coelho; Ribeiro, Atie Calado;
Fonte de Financiamento: Governamental
Taxonomia PMM: Formação / Residência Médica
Trata-se de uma pesquisa de abordagem qualitativa para identificar as percepções de discentes sobre o aprendizado na comunidade durante acompanhamento de equipes de saúde da família integradas ao programa mais médicos para o Brasil. Estudo realizado no curso de Medicina da Universidade Federal do Amapá referente às atividades de ensino na comunidade do primeiro semestre da quarta série de graduação no ano letivo de 2015. A amostra foi formada por nove discentes do quarto ano de graduação do curso de medicina. Para inclusão no estudo, usou-se como critérios a assinatura de termo de consentimento livre e esclarecido e ser aluno regularmente matriculado na quarta série de graduação. Para conhecer a percepção dos estudantes sobre o objeto de estudo, foi empregada a técnica baseada nos fundamentos teóricos do grupo focal. Por tratar-se de pesquisa qualitativa com base na análise de conteúdo do grupo estudado, não houve necessidade de cálculo de amostra, respeitando-se apenas a recomendação de formar grupos de no mínimo seis e no máximo dez integrantes, em conformidade com os preceitos técnicos deste tipo de coleta de dados. Assim, foi realizada uma sessão de grupo focal com presença de nove alunos voluntários, na qual as questões disparadoras foram estruturadas para identificar os conhecimentos e percepções de discentes sobre a experiência de aprendizado nas atividades de ensino na comunidade conforme roteiro previamente elaborado para esta finalidade. Grupo focal caracteriza-se por ser técnica de pesquisa que utiliza sessões grupais como um dos foros facilitadores da expressão de características psicossociológicas e culturais, cujos sujeitos do estudo discutem vários aspectos de um tópico específico. Os grupos focais configuram, assim, uma técnica de pesquisa que coleta dados por meio das interações grupais ao se discutir um tópico especial sugerido pelo pesquisador. Como técnica, ocupa uma posição intermediária entre a observação participante e as entrevistas em profundidade. Pode ser caracterizada também como um recurso para compreender o processo de construção das percepções, atitudes e representações sociais de grupos humanos 4. O roteiro temático abordado foi elaborado enfocando os itens que interessavam ser investigados dentro do tema de experiência de aprendizado de medicina na comunidade nas equipes do programa mais médicos. O grupo focal iniciou com a apresentação do moderador, do observador e dos participantes. Após os esclarecimentos sobre a finalidade da reunião e, após assinatura do termo de consentimento livre e esclarecido, solicitou-se permissão para gravação. Os objetivos da pesquisa foram explicados, e realizado discurso para motivar os sujeitos da pesquisa, assegurando-lhes que sua colaboração seria imprescindível para o êxito do trabalho. Houve garantia de anonimato da entrevista e sigilo da autoria das respostas. O roteiro usado na sessão (Quadro 1) foi composto por 3 categorias de perguntas: perguntas de abertura (“O que o aluno achava do ensino na comunidade no quarto ano?/”Como o ensino na comunidade auxilia na formação médica?”), perguntas de exploração (“Como tem sido a experiência de participar das equipes de saúde da família do programa mais médicos?”/”O que a experiência tem proporcionado em sua formação?” e perguntas de finalização (“Existe mais alguma opinião a acrescentar sobre o tema de ensino na comunidade e programa mais médicos?”). Os relatos apresentados no grupo focal foram gravados e transcritos posteriormente, buscando-se evidenciar os temas emergentes da discussão entre os participantes. Os temas foram obtidos mediante a apreensão das unidades de significado presentes e reunidas no discurso dos sujeitos participantes do grupo, e analisados conforme sua pertinência em relação às dimensões da experiência vivenciada pelos estudantes na participação de equipes do programa mais médicos. Na transcrição, a gravação foi ouvida para conferência do discurso, e quando necessário, introduzidas alterações de pontuação do texto para facilitar a leitura ou a compreensão. A análise dos conteúdos da entrevista do grupo focal foi realizada em duas etapas: inicialmente com a identificação dos temas mais citados nas falas dos participantes com utilização da ferramenta Wordle.net, a qual permite separar as palavras mais citadas durante as discussões; posteriormente, obedeceu-se a técnica de Bardin (2009) para análise de conteúdo 5. Dessa forma, todo o material transcrito foi analisado e seus conteúdos divididos em categorias temáticas a partir das palavras identificadas inicialmente, depois houve agrupamento por frases e posteriormente por parágrafos para que as ideias fossem organizadas em categorias temáticas que permitissem inferências sobre os significados apresentados no grupo focal. A presente pesquisa seguiu todos os princípios éticos da Declaração de Helsinque, sendo preservada a confidencialidade das fontes de informações. Todos os voluntários assinaram o Termo de Consentimento Livre e Esclarecido para participar deste estudo 6. Além disso, foram respeitados todos os preceitos e orientações referentes a Ética em Pesquisa envolvendo Seres Humanos conforme dispositivos presentes na Resolução no 466 de 12 de dezembro de 2012, a qual atualizou as diretrizes e normas regulamentadoras deste tema no país 7. O projeto foi submetido ao Comitê de Ética em Pesquisa (CEP) da Universidade Federal do Amapá (UNIFAP), conforme procedimentos da Plataforma Brasil e aprovado sem restrições conforme Protocolo CAAE no 48327615.4.0000.0003.