Your browser doesn't support javascript.

Plataforma de Conhecimentos

PROGRAMA MAIS MÉDICOS

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Email
Adicionar mais destinatários
| |

Valores do trabalho: estudo junto a médicos estrangeiros do Programa Mais Médicos na região da Amures/SC / Work values: study with foreign physicians of the More Doctors Program in the region of Amures / SC

Silva, Anne Caroline da; Kanan, Lilia Aparecida; Machado, Bruna Gomes.
Rev. UNIPLAC; 6(1)2018.
Artigo em Português | Coleciona SUS (Brasil) | ID: sus-36275
Ao implantar o Programa Mais Médicos (PMM) no Brasil, o Governo Federal pretende ampliar o acesso à consultas médicas a todos os brasileiros. O presente estudo problematiza algo subjacente a este Programa, os valores do trabalho, vez que esses profissionais encontram no Brasil uma cultura diferente da sua e um trabalho com características e especificidades próprias deste país. Nestes termos, o estudo objetivou analisar os valores do trabalho de médicos estrangeiros que atuam no PMM na região da Amures/SC. Especificamente pretendeu-se: (a) investigar a realização do trabalho de médicos estrangeiros em sua atuação em Saúde Publica; (b) investigar as relações sociais no contexto laboral dos médicos estrangeiros; (c) investigar a importância do prestígio profissional de médicos estrangeiros; e (d) investigar a importância da estabilidade profissional para os médicos estrangeiros em sua atuação em Saúde Publica. Para tanto, a pesquisa é de natureza aplicada; a forma de abordagem do problema é quantitativa. Em relação aos objetivos, é descritiva. Os procedimentos técnicos deste estudo o caracterizam como levantamento. Foram participantes 12 dos 16 médicos estrangeiros que integravam o PMM que atuavam na região da Amures/SC em 2016 e que voluntariamente se dispuseram à fornecer as informações necessárias e planejadas. O instrumento de coleta de dados foi a Escala de Valores Relativos ao Trabalho (EVT), desenvolvida e validada no Brasil por Porto e Tamayo (2003), composta por 45 itens divididos em quatro fatores: Realização no Trabalho, Relações Sociais, Prestigio e Estabilidade. Os principais resultados possibilitam constatar que a categoria que obteve índice mais elevado junto aos participantes foi ‘relações sociais’, com média geral de 4 numa escala que variou de 01 a 05 (entre nada importante e extremamente importante). Em sequência a categoria ‘realização no trabalho’ com média geral de 2,79, ‘prestigio’ com média geral de 1,9 e ‘estabilidade’ com a média geral de 1,8. Constatou-se que a categoria ‘relações sociais’ – que incluiu o relacionamento com os colegas, a manutenção da saúde e ajudar os outros a atingir as metas do grupo - foi definida por todos os respondentes como o principal valor agregado ao trabalho. Houve a confirmação de umas das hipóteses inicialmente proposta, pois se comprovou que os médicos estrangeiros que atuam no Brasil absorvem os valores do trabalho das organizações brasileiras. Observa-se ainda que existe um número significativo de estudos brasileiros sobre os valores do trabalho, no entanto, até o momento, não há estudos que fazem referência ao PMM.(AU)
Biblioteca responsável: BR1.1