Your browser doesn't support javascript.

Portal Regional de la BVS

Información y Conocimiento para la Salud

Home > Búsqueda > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportación:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mas contactos

Enviar resultado
| |

O desafio da mudança: analisando a intervenção realizada na residência de medicina de família e comunidade da UFU / The challenge of change: analyzing the intervention performed at the UFU family and community medicine residency

Campinas; s.n; 2017. tab, mapas.
Tesis en Español | LILACS | ID: biblio-833726
Presentada en Universidade Estadual de Campinas. Faculdade de Ciências Médicas para obtención del grado de Mestre. Tutor: Cunha, Gustavo Tenório.
Um dos eixos centrais do Programa Mais Médicos para o Brasil prevê a reestruturação nas residências de Medicina de Família e Comunidade no país, de modo que elas estejam adequadas à nova legislação, sendo pré-requisito para as demais residências médicas do país. Essa alteração na legislação da formação médica preconiza a valorização da atenção básica e consequentemente da Estratégia de Saúde da Família como centro gestor do cuidado em saúde nas Redes de Atenção à Saúde. Associado a este movimento, a Sociedade Brasileira de Medicina de Família e Comunidade lançou o currículo baseado em competências para o Médico de Família, onde consta as competências básicas, desejáveis e avançadas que o egresso deve dominar. Isto possibilita não somente que a Residência Medicina de Família seja a especialidade médica base das demais especialidades, mas qualifica esta residência, deixando claro quais são as competências esperadas deste profissional. Estas mudanças, torna necessário que os programas existentes se adequem, não somente para atingir as novas demandas legais, mas também para adaptar os seus programas de modo que estes estejam em consonância com o que se espera de um Médico de Família e Comunidade. Realizou-se neste trabalho um estudo de caso, analisando a experiência da Universidade Federal de Uberlândia e a metodologia utilizada na reforma curricular do Programa de Residência em Medicina de Família e Comunidade. Para isto, foi realizado uma análise documental sobre o produto, atas e demais documentos construídos durante as três oficinas de reforma curricular executadas, além dos marcos regulatórios citados. A metodologia utilizada nestas oficinas engloba o Arco de Maguerez como estratégia problematizadora que e dialoga com a Pedagogia Progressista de Paulo Freire, onde a prática pedagógica é crítica e reflexiva sendo um ato de transformação social. Durante as oficinas foram convidados residentes, gestor, preceptores e docentes e trabalhou-se com a matriz de planejamento estratégico Análise FOFA (Fortaleza, Oportunidade, Fraqueza e Ameaça), para realizar o diagnóstico situacional do programa, elencou-se os estágios a serem desenvolvidos, bem como os princípios pedagógicos utilizados e as ferramentas avaliativas. Observou-se uma mudança significativa no programa da residência com envolvimento principalmente de preceptores e residentes engajados na implementação desta nova proposta. Os desafios encontrados foram parcialmente superados, porém ainda existem questões relacionadas principalmente à dinâmica ensino-serviço que precisa ser melhor estruturada para a efetivação do novo programa.O trabalho traz a análise das potências e limites do método utilizado na implantação de transformações curriculares bem como o efeito do contexto singular na implantação de uma política nacional de formação.(AU)
Biblioteca responsable: BR1.1