Your browser doesn't support javascript.

Portal Regional de la BVS

Información y Conocimiento para la Salud

Home > Búsqueda > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportación:

Exportar

Email
Adicionar mas contactos
| |

Doença peri-implantar e níveis dos marcadores salivares IL 1ß, IL-10, RANK, OPG, MMP-2, TGF e TNF-α: estudo observacional de 5 anos e revisão sistemática / Doença peri-implantar e níveis dos marcadores salivares IL-1ß, IL-10, RANK, OPG, MMP-2, TGF-ß, e TNF-α: estudo observacional de 5 anos e revisão sistemática / Peri-implant disease and levels of salivary biomarkers IL-1ß, IL-10, RANK, OPG, MMP-2, TGF and TNF-α: a 5 years follow-up and systematic review

Belo Horizonte; s.n; 2018. 104 p. ilus, tab.
Tesis en Inglés, Portugués | LILACS, BBO - Odontología | ID: biblio-948190
Presentada en Universidade Federal de Minas Gerais. Faculdade de Odontologia para obtención del grado de Doutor. Tutor: Costa, Fernando de Oliveira.
A literatura recente apresenta inúmeros estudos sobre associação entre as doenças peri-implantares (DPi) e níveis de marcadores inflamatórios no fluido do sulco peri-implantar, em biópsias de tecido gengival e sangue. Surpreendentemente, poucos são os estudos de marcadores salivares relacionados à presença e progressão das DPi, uma vez que a saliva representa um meio não invasivo, de fácil coleta e baixo custo. Neste contexto, esta tese apresenta dois estudos distintos: (1) Estudo observacional longitudinal sobre a condição clínica peri-implantar associada aos níveis dos marcadores salivares IL-1ß, IL-10, RANK, OPG, MMP-2, TGF e TNF-α em indivíduos com diagnóstico de mucosite peri-implantar (MP) na ausência e presença de terapia regular de manutenção periodontal e peri-implantar (TMPP); e (2) Revisão sistemática com a seguinte questão focal: "Os níveis de biomarcadores salivares podem ajudar a distinguir implantes saudáveis de implantes com doença peri-implantar ?" A metodologia do estudo longitudinal envolveu 80 indivíduos diagnosticados com MP, que foram divididos em dois grupos: um que realizou terapia de manutenção periodontal e peri-implantar, chamado de GTP (n=39), e um outro sem manutenção (GNTP, n=41). Cada participante submeteu-se a um exame clínico periodontal e peri-implantar completo [registro do nível clínico de inserção (NCI); profundidade de sondagem periodontal (PS) e peri-implantar (PSi); sangramento à sondagem periodontal (SS) e peri-implantar (SSi); supuração (Si); índice de placa periodontal (IP) e peri-implantar (IPi)], exame radiográfico, para avaliação dos níveis ósseos peri-implantares e coleta de amostras de saliva em dois tempos: exame inicial (T1) e decorridos 5 anos (T2). As amostras salivares foram congeladas e posteriormente avaliadas através do teste de ELISA. Observou-se uma maior incidência de peri-implantite (PI) no grupo GNTP (43,9%) do que no grupo GTP (18%) (p = 0.000). Todos os indivíduos (n = 12) que apresentaram resolução da MP em T2 estavam no GTP. Houve um aumento no número de indivíduos com periodontite no GNTP quando comparado T1 (22,0%) e T2 (41.5%) (p = 0.001). Os resultados imunológicos revelaram um aumento na concentração salivar do TNF-α no GNTP comparado ao GTP. Os demais marcadores salivares avaliados não mostraram alteração estatisticamente significativa entre os dois grupos. Concluiu-se que a ausência de consultas regulares para manutenção periodontal/peri-implantar foi associada com pior condição clínica periodontal e peri-implantar, maior incidência de PI e um aumento significativo nos níveis de TNF-α, sugerindo ser este um marcador salivar promissor para a progressão das DPi. Adicionalmente, a revisão sistemática demonstrou que não há evidências sólidas para concluir que os biomarcadores salivares poderiam ajudar a distinguir entre implantes saudáveis de implantes com PI. Além disso, sugere-se que os resultados devem ser interpretados com cautela devido a inclusão de muitos estudos na revisão sistemática com um alto risco de viés.(AU)
Biblioteca responsable: BR365.1
Ubicación: BR365.1. T, 2018, G633d; D047