Your browser doesn't support javascript.

Portal Regional da BVS

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Transmission of visceral leishmaniasis in dogs in a risk area of the metropolitan region of Belo Horizonte, Minas Gerais, Brazil / Transmissão da leishmaniose visceral em cães em área de risco da Região Metropolitana de Belo Horizonte, Minas Gerais, Brasil

Arq. bras. med. vet. zootec; 68(6): 1403-1412, nov.-dez. 2016. tab, graf
Artigo em Inglês | LILACS-Express | ID: BIBLIO-827937

Resumo

ABSTRACT Visceral leishmaniasis (VL) has spread rapidly across cities in the metropolitan region of Belo Horizonte. The aim of this study was to investigate VL dynamics in a prospective cohort study of dogs in Juatuba, between 2010 and 2011, to confirm the incidence of Leishmania infantum, and to assess possible risk factors associated with infection. An observational and prospective closed cohort study was performed using serology testing in dogs, randomly selected from the whole municipality. All seronegative dogs, or dogs with inconclusive results were monitored using indirect immunofluorescence (IIF) at 6-month intervals. The dog's owners completed a semi-structured questionnaire to assess possible causal factors of seroconversion, and the responses were assessed using logistic regression. The canine incidence coefficient was 206/1,000 dogs per year (CI: 178-238), and a cluster was identified in an area with a high concentration of seropositive dogs, but a low overall canine population. Large dogs were identified as a risk factor and the following variables were identified as protection factors: dogs aged over 4 years, daily peridomicile cleaning, and better socioeconomic conditions. VL is spreading over a large area in Juatuba in a short period of time.
RESUMO A leishmaniose visceral (LV) expandiu-se de forma rápida e extensa pelos municípios da Região Metropolitana de Belo Horizonte. Objetivou-se estudar a dinâmica da LV em uma coorte prospectiva de cães em Juatuba, entre 2010 e 2011, para verificar a incidência e fatores de risco associados à infecção por Leishmania infantum. Foi feito um estudo observacional e prospectivo de coorte fechada por meio de análise sorológica em cães selecionados aleatoriamente em todo o município, com acompanhamento semestral dos resultados soronegativos e indeterminados na imunofluorescência indireta (IFI). Usou-se questionário semiestruturado junto aos proprietários de cães para avaliação da soroconversão e dos fatores determinantes a essa, por meio da regressão logística. O coeficiente de incidência canina foi de 206/1000 cães.ano (IC: 178 - 238), e foi identificado cluster em área com elevada concentração de cães soropositivos, mas com baixa densidade populacional canina. A variável cão de porte grande foi identificada como fator de risco, e as variáveis idade do cão superior a quatro anos, limpeza diária do peridomicílio e melhores condições socioeconômicas como fatores de proteção. A infecção por LV está ocorrendo em curto período de tempo e com ampla distribuição em Juatuba.
Biblioteca responsável: BR1.1