Your browser doesn't support javascript.

Portal Regional da BVS

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Serum concentrations of brain-derived neurotrophic factor in patients diagnosed with gender dysphoria undergoing sex reassignment surgery / Concentração sérica de fator neurotrófico derivado do cérebro em pacientes diagnosticados com disforia de gênero que realizaram cirurgia de redesignação sexual

Trends psychiatry psychother. (Impr.); 39(1): 43-47, Jan.-Mar. 2017. graf
Artigo em Inglês | LILACS-Express | ID: biblio-846398

Resumo

Abstract Introduction: Transsexualism (ICD-10) is a condition characterized by a strong and persistent dissociation with one's assigned gender. Sex reassignment surgery (SRS) and hormone therapy provide a means of allowing transsexual individuals to feel more congruent with their gender and have played a major role in treatment over the past 70 years. Brain-derived neurotrophic factor (BDNF) appears to play a key role in recovery from acute surgical trauma and environmentally mediated vulnerability to psychopathology. We hypothesize that BDNF may be a biomarker of alleviation of gender incongruence suffering. Objectives: To measure preoperative and postoperative serum BDNF levels in transsexual individuals as a biomarker of alleviation of stress related to gender incongruence after SRS. Methods: Thirty-two male-to-female transsexual people who underwent both surgery and hormonal treatment were selected from our initial sample. BDNF serum levels were assessed before and after SRS with sandwich enzyme linked immunosorbent assay (ELISA). The time elapsed between the pre-SRS and post-SRS blood collections was also measured. Results: No significant difference was found in pre-SRS or post-SRS BDNF levels or with relation to the time elapsed after SRS when BDNF levels were measured. Conclusion: Alleviation of the suffering related to gender incongruence after SRS cannot be assessed by BDNF alone. Surgical solutions may not provide a quick fix for psychological distress associated with transsexualism and SRS may serve as one step toward, rather than as the conclusion of, construction of a person's gender identity.
Resumo Introdução: O transexualismo (CID-10) é uma condição caracterizada por forte e persistente dissociação com o gênero atribuído. A cirurgia de redesignação sexual (CRS) e a terapia hormonal (TH) permitem que indivíduos transexuais se sintam mais congruentes com seu gênero e, por isso, têm desempenhado papel importante nos últimos 70 anos. O fator neurotrófico derivado do cérebro (BDNF) parece desempenhar um papel fundamental na recuperação do trauma cirúrgico agudo e vulnerabilidade ambiental à psicopatologia. Nós hipotetizamos que o BDNF pode ser um biomarcador de alívio do sofrimento de incongruência de gênero pós-CRS. Objetivos: Mensurar os níveis séricos de BDNF no pré e pós-operatório em indivíduos transexuais como biomarcador de alívio de estresse relacionado à incongruência de gênero após a CRS. Métodos: Trinta e duas pessoas transexuais masculino para feminino submetidas a cirurgia e tratamento hormonal foram selecionadas de nossa amostra inicial. O nível sérico de BDNF foi avaliado antes e depois da CRS pela técnica ELISA. O tempo decorrido entre as coletas de sangue pré e pós-CRS foi medido. Resultados: Não houve diferença significativa nos níveis de BDNF pré e pós-CRS ou em relação ao tempo decorrido entre a CRS e a coleta. Conclusão: O alívio do sofrimento relacionado à incongruência de gênero pós-CRS não pode ser avaliado apenas pelo BDNF. Soluções cirúrgicas podem não fornecer uma solução rápida para o sofrimento associado ao transexualismo, e a CRS pode servir como um passo em direção à, em vez de conclusão da, construção da identidade de gênero de uma pessoa.
Biblioteca responsável: BR1.1