Your browser doesn't support javascript.

Portal Regional da BVS

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Serum concentrations of brain-derived neurotrophic factor in patients diagnosed with gender dysphoria undergoing sex reassignment surgery / Concentração sérica de fator neurotrófico derivado do cérebro em pacientes diagnosticados com disforia de gênero que realizaram cirurgia de redesignação sexual

Trends psychiatry psychother. (Impr.); 39(1): 43-47, Jan.-Mar. 2017. graf
Artigo em Inglês | LILACS-Express | ID: biblio-846398

RESUMO INTRODUÇÃO:

O transexualismo (CID-10) é uma condição caracterizada por forte e persistente dissociação com o gênero atribuído. A cirurgia de redesignação sexual (CRS) e a terapia hormonal (TH) permitem que indivíduos transexuais se sintam mais congruentes com seu gênero e, por isso, têm desempenhado papel importante nos últimos 70 anos. O fator neurotrófico derivado do cérebro (BDNF) parece desempenhar um papel fundamental na recuperação do trauma cirúrgico agudo e vulnerabilidade ambiental à psicopatologia. Nós hipotetizamos que o BDNF pode ser um biomarcador de alívio do sofrimento de incongruência de gênero pós-CRS.

OBJETIVOS:

Mensurar os níveis séricos de BDNF no pré e pós-operatório em indivíduos transexuais como biomarcador de alívio de estresse relacionado à incongruência de gênero após a CRS.

MÉTODOS:

Trinta e duas pessoas transexuais masculino para feminino submetidas a cirurgia e tratamento hormonal foram selecionadas de nossa amostra inicial. O nível sérico de BDNF foi avaliado antes e depois da CRS pela técnica ELISA. O tempo decorrido entre as coletas de sangue pré e pós-CRS foi medido.

RESULTADOS:

Não houve diferença significativa nos níveis de BDNF pré e pós-CRS ou em relação ao tempo decorrido entre a CRS e a coleta.

CONCLUSÃO:

O alívio do sofrimento relacionado à incongruência de gênero pós-CRS não pode ser avaliado apenas pelo BDNF. Soluções cirúrgicas podem não fornecer uma solução rápida para o sofrimento associado ao transexualismo, e a CRS pode servir como um passo em direção à, em vez de conclusão da, construção da identidade de gênero de uma pessoa.
Biblioteca responsável: BR1.1