Your browser doesn't support javascript.

Portal Regional da BVS

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Email
Adicionar mais destinatários
| |

Internações por condições sensíveis à atenção primária em Novo Hamburgo, Rio Grande do Sul / Hospitalizations for primary care sensitive conditions in Novo Hamburgo, Rio Grande do Sul / Hospitalizaciones por condiciones sensibles a la atención primaria en Novo Hamburgo, Rio Grande do Sul

Rev. bras. med. fam. comunidade; 12(39): 1-11, jan.-dez. 2017. tab, graf
Artigo em Português | LILACS, Coleciona SUS | ID: biblio-848823

OBJETIVOS:

O presente estudo teve por objetivo analisar a tendência das internações por condições sensíveis à atenção primária (ICSAP) em Novo Hamburgo, comparando-a com o restante do Estado do Rio Grande do Sul, e relacionando-a com os investimentos financeiros em saúde e a cobertura da Estratégia Saúde da Família (ESF) no município, no período de 1998 a 2012.

MÉTODOS:

Foi realizado um estudo ecológico. Os dados foram coletados do Sistema de Internações Hospitalares do SUS. As causas de ICSAP foram baseadas na lista do Ministério da Saúde. A tendência das ICSAP em Novo Hamburgo e no restante do Estado do Rio Grande do Sul foram analisadas por meio dos seus coeficientes padronizados, pelas médias móveis a cada três anos e pela Regressão Binomial Negativa. Foi realizada análise de correlação entre as variáveis de interesse.

RESULTADOS:

Apesar do aumento de 329,26% nos investimentos financeiros e da expansão da cobertura por ESF no período, atingindo 20,20% da população, não houve diminuição nas tendências dos coeficientes de ICSAP em Novo Hamburgo. No restante do Rio Grande do Sul houve redução nas ICSAP, contudo, os coeficientes foram maiores do que em Novo Hamburgo no período estudado.

CONCLUSÕES:

Embora no presente estudo não tenha sido encontrada associação entre a diminuição nos coeficientes de ICSAP com o aumento da cobertura pela ESF, incremento do investimento financeiro em saúde, investimento financeiro em APS e o gasto per capita em saúde, há evidências que estes estejam correlacionados. Provavelmente, a cobertura de ESF não foi suficiente para impactar as ICSAP.
Biblioteca responsável: BR1931.9
Localização: BR408.1