Your browser doesn't support javascript.

Portal Regional da BVS

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Email
Adicionar mais destinatários
| |

Doenças respiratórias em crianças e adolescentes: um perfil dos atendimentos na atenção primária em Vitória/ES / Respiratory diseases in children and adolescents: profiling primary care visits in Vitória/ES / Enfermedades respiratorias en niños y adolescentes: un perfil de asistencia en la atención primaria en Vitória/ES

Rev. bras. med. fam. comunidade; 12(39): 1-11, jan.-dez. 2017. tab, graf
Artigo em Português | LILACS, Coleciona SUS | ID: biblio-848837

RESUMO OBJETIVO:

Identificar as principais causas de atendimento por doenças respiratórias na atenção primária, em Vitória, ES, nos residentes de 0­19 anos, relacionando a gravidade das mesmas com idade e nível socioeconômico, e verificar a variação temporal de frequência desses atendimentos.

MÉTODOS:

Estudo transversal descritivo dos atendimentos realizados em 2014 nas 30 unidades básicas de saúde do município de Vitória, com dados do sistema de registros eletrônicos Rede Bem Estar. Realizou-se análise descritiva das variáveis sociodemográficas, grupos de diagnóstico e mês de atendimento e regressão logística entre topografia de acometimento do aparelho respiratório e variáveis sociodemográficas.

RESULTADOS:

Dos 113.252 atendimentos de 0­19 anos, doenças respiratórias constituíram as causas mais frequentes (28.810, 25,43% do total, 40,18% dos atendimentos por doença), destacando-se "Infecções agudas das vias aéreas superiores" (61,35%), "Doenças crônicas das vias aéreas inferiores" (14,60%) e "Outras doenças das vias aéreas superiores" (8,69%). A proporção de atendimentos caiu com a idade e foi maior entre residentes em bairro de menor renda domiciliar média. As vias aéreas superiores foram mais acometidas em todas as faixas etárias, principalmente nas mais avançadas, e nos residentes em bairros de maior renda domiciliar média. Porém, apenas 6% da variância da distribuição segundo topografia de acometimento do aparelho respiratório foi explicada por faixa etária e nível socioeconômico. Observou-se crescimento dos atendimentos nos meses de março a novembro.

CONCLUSÕES:

Doenças respiratórias são agravos de grande impacto na população pediátrica em Vitória. Recomendam-se medidas de prevenção primária e secundária que levem em consideração a multicausalidade envolvida na determinação dessas doenças.
Biblioteca responsável: BR1931.9
Localização: BR408.1