Your browser doesn't support javascript.

Portal Regional da BVS

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

O aprendizado para a prática do cuidado paliativo sob a ótica dos enfermeiros / The learning to practice palliative care from nurses' point of view

Rio de Janeiro; s.n; ago. 2017. 134 f p. ilus, tab, graf.
Tese em Português | BDENF - Enfermagem | ID: biblio-859019
Apresentada a Universidade Federal do Rio de Janeiro. Escola de Enfermagem Anna Nery para obtenção do grau de Mestre. Orientador: Cardoso, Maria Manuela Vila Nova.

Resumo

Foi delimitado como objeto de estudo: "O aprendizado dos princípios do cuidado paliativo pelos enfermeiros na prática na oncologia". Os objetivos foram: Descrever as experiências dos enfermeiros relacionados aos princípios do cuidado paliativo vivenciados na prática em oncologia; Analisar as estratégias individuais, coletivas e institucionais experenciadas pelos enfermeiros para o aprendizado do cuidado paliativo na prática em oncologia; Discutir o aprendizado dos princípios do cuidado paliativo pelos enfermeiros na prática na oncologia. O cenário do estufo foi um hospital de referência para tratamento de Câncer (UNACON), que possui um setor de cuidados paliativos de internação. Os participantes foram 10 (dez) enfermeiros dessa unidade. A técnica de coleta de dados foi a entrevista não-diretiva e o instrumento um roteiro temático. Houve consentimento dos participantes pelo Termo de consentimento Livre e Esclarecido (TCLE) e aprovação do estudo por Comitê de Ética em Pesquisa (CAEE nº56953816.6.0000.5238). Os dados foram distribuídos e agrupados em Unidades de interpretação (UI) para se proceder com a discussão dos resultados à luz das bases conceituais de David Kolb e de Lev Vygotsky. Os resultados apontam que os enfermeiros reconhecem o cuidado paliativo como medida de conforto e qualidade de vida ao paciente em fase avançada do câncer. Muitos evidenciaram em suas falas e/ou nas ações e atitudes que aprenderam a lidar com os CP no cenário de prática, que atualmente buscam estratégias para qualificar sua assistência; e no desenvolvimento de suas habilidades e competências. Conclui-se que este movimento permite o desenvolvimento profissional dos enfermeiros, favorecendo a aquisição de habilidades e competências para tornarem-se novos sujeitos de cuidado, investidos de autonomia, a fim de permitir uma prática segura, autônoma e qualificada.(AU)
Biblioteca responsável: BR442.1
Localização: BR442.1; T817 EEAN