Your browser doesn't support javascript.

Portal Regional da BVS

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Fatores associados aos transtornos mentais comuns entre trabalhadores de enfermagem em um hospital psiquiátrico / Factors associated with commom mental disorders between nursing workers in a psychiatric hospital

Rio de Janeiro; s.n; jul. 2017. 142 f p. tab.
Tese em Português | BDENF - Enfermagem | ID: biblio-859690
Apresentada a Universidade Federal do Rio de Janeiro. Escola de Enfermagem Anna Nery para obtenção do grau de Mestre. Orientador: Zeitoune, Regina Célia Gollner.
A pesquisa teve como objeto os Transtornos Mentais Comuns (TMC) em profissionais de enfermagem em saúde mental. Os TMC assumem proporção cada vez mais expressiva entre os adoecimentos prevalentes em trabalhadores de enfermagem configurando-se como grave problema de saúde mental. No que se refere ao ambiente psiquiátrico a trama complexa da assistência referente ao paciente e à organização do trabalho podem interferir prejudicialmente na saúde do trabalhador. O estudo teve como objetivos analisar prevalência de transtornos mentais comuns em trabalhadores de enfermagem e os fatores associados ao trabalho em instituição psiquiátrica. Estudo epidemiológico seccional com 74 trabalhadores de enfermagem, realizado em um hospital psiquiátrico do nordeste brasileiro. A coleta de dados ocorreu entre os meses de março e abril de 2016. Para a coleta de dados foram utilizados um questionário para caracterização sociodemográfica, laboral e de condições de saúde e hábitos de vida; o Self Reporting Questionnaire ­ 20; a Escala de Avaliação do Contexto de Trabalho ­ EACT e a Escala de Custo Humano no Trabalho ­ ECHT. A consistência interna das escalas mostrou fidedignidade com valores entre 0,561 e 0,905. Os dados foram organizados, processados e analisados com o auxílio do programa Statistical Package for the Social Science (SPSS), versão 21.0. Após análises descritivas, realizou-se análises bivariadas adotando-se nível de confiança de 95%. Com relação ao Contexto de Trabalho, verificou-se avaliação satisfatória para as Relações Socioprofissionais, crítica para Organização do Trabalho e grave para Condições de Trabalho. Quanto ao Custo Humano no Trabalho, identificou-se avaliações satisfatórias para o Custo Afetivo e Custo Físico, no entanto, o fator Custo Cognitivo contribuiu moderadamente para o adoecimento do trabalhador. A prevalência de TMC foi de 25,7%. Sobre as associações, foram identificados como fatores associados aos TMC em trabalhadores de enfermagem: categoria profissional, tempo para lazer, problemas de saúde, satisfação com o sono, Relações Socioprofissionais, Custo Afetivo e Custo Físico. Os resultados permitiram concluir que o Contexto de Trabalho não é totalmente favorável ao trabalhador, sendo as Condições de Trabalho o fator que mais contribui para o adoecimento. Ainda que, o Custo Humano no Trabalho, parece apontar como situação menos preocupante. Ressalta-se a alta prevalência de TMC identificada na amostra como dado alarmante, reforçando a urgência de intervenções de promoção da saúde e prevenção de adoecimentos junto a este grupo de trabalhadores.(AU)
Biblioteca responsável: BR442.1
Localização: BR442.1; T824 EEAN