Your browser doesn't support javascript.

Portal Regional da BVS

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Prevalência do transtorno dismórfico corporal em pacientes candidatos e/ou submetidos a procedimentos estéticos na especialidade da cirurgia plástica: uma revisão sistemática com meta-análise / Prevalence of body dysmorphic disorder in patients who are candidates and/or are submitted to aesthetic procedures in the specialty of plastic surgery: a systematic review with meta-analysis

Rev. bras. cir. plást; 32(3): 428-434, Oct-Dec. 2017.
Artigo em Português | LILACS-Express | ID: biblio-868294
Este estudo objetivou verificar, por meio de uma revisão sistemática da literatura e da realização de uma meta-análise, a prevalência do transtorno dismórfico corporal em pacientes candidatos e/ou submetidos a procedimentos estéticos na especialidade da Cirurgia Plástica. Para cumprir com o objetivo proposto, foram analisados os mais relevantes estudos publicados originalmente em qualquer idioma, porém, que estivessem indexados às bases de dados National Library of Medicine (MEDLINE), Cochrane e Scielo, nas quais as buscas foram realizadas, por meio do uso de descritores associados ao tema e de critérios de inclusão e exclusão. Sendo assim, a amostra final deste estudo foi composta por 15 publicações, as quais foram submetidas a uma meta-análise, podendo-se verificar que 12,5% dos pacientes que são candidatos/submetidos a procedimentos estéticos na especialidade da Cirurgia Plástica possuem transtorno dismórfico corporal. Destes, a maioria é do gênero feminino (75,7%) e possui média de idade de 30 (± 10,5) anos. Devido ao alto índice de pacientes com transtorno dismórfico corporal atendidos na especialidade, ressalta-se a importância de os cirurgiões plásticos atentarem-se para o adequado atendimento dos pacientes, com vistas à identificação dos indivíduos potencialmente portadores desse transtorno e, consequentemente, à solicitação de um acompanhamento interdisciplinar com a participação de psicólogos e psiquiatras.
Biblioteca responsável: BR1874.9