Your browser doesn't support javascript.

Portal Regional da BVS

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Email
Adicionar mais destinatários
| |

Saúde bucal e grau de felicidade em adolescentes de uma cidade no sul do Brasil: análise longitudinal / Oral health and subjective happiness in adolescents of a Southern Brazilian town longitudinal analysis

São Paulo; s.n; 2018. 81 p.
Tese em Português | LILACS | ID: biblio-881513
Apresentada a Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública. Departamento de Epidemiologia para obtenção do grau de Doutor. Orientador: Antunes, Jose Leopoldo Ferreira.
Felicidade é um constructo multidimensional que pode ser definido como ograu em que uma pessoa avalia a qualidade geral de sua vida como favorável; ela tem sido associada com vários desfechos e medidas de saúde. A transição da infância para a adolescência envolve uma série de mudanças físicas e especialmente psicológicas, e oimpacto das doenças bucais pode ser percebido como um obstáculo para o desenvolvimento social dos indivíduos.Osobjetivos do presente trabalho foram estudar a influência das condições de saúde bucal, condição socioeconômica e uso de serviços no grau de felicidade durante o período de transição da infância para a adolescência;identificar os fatores associados à mudança do grau de felicidade e avaliar o incremento dos problemas de saúde bucal na amostra após 2 anos de acompanhamento. A coleta de dados ocorreu em 2 momentos, nos anos de 2012 e 2014. Foram feitos exames clínicos para avaliar as condições de saúde bucal (cárie dentária, má oclusão, traumatismo dentário e condição gengival), entrevistas para avaliar o grau de felicidade (medido com a Escala Subjetiva de Felicidade-SHS) e o impacto das condições de saúde bucal na qualidade de vida (medido com o Child Perceptions QuestionnaireCPQ11-14), além de questionários enviados aos responsáveis para avaliar a condição socioeconômica da família, variáveis demográficas e de uso de serviços dacriança. Para a análise dos fatores relacionados ao grau de felicidadefoi utilizado um modelo linear multinível para medidas repetidas ao longo do tempo, comentrada de variáveis hierarquizada de acordo com um modelo conceitual; para análise dos fatores associados à mudança no grau de felicidadefoi utilizada regressão logística multinomial.Das 1134 crianças examinadas no baseline, 770 foram reavaliadas após 2 anos(taxa de resposta de 67,9 por cento), e foi observado um aumento na prevalência de problemas bucais (experiência de cárie, prevalência de má oclusão, prevalência de sangramento e placa dental). O modelo multinível final foi composto por variáveis socioeconômicas da família, pelo uso de serviços e pelas condições clínicas de saúde bucal e autopercepção.Adolescentes de famílias com menor renda(p=0,030), que viviam em residências com maior aglomeração(p<0,001), cujas mães tinham um menor nível de escolaridade(p=0,014), que utilizavam o serviço odontológico por motivos de dor ou em busca de tratamentos(p=0,039), que possuíam um número maior de dentes com cavidades de cárie não tratada(p=0,010)e que relatavam maior impacto das condições de saúde bucal na qualidade de vida (p<0,001)apresentaram um pior grau de felicidade. O modelo multinomial final indicou uma associação entre experiência de cárie e autopercepção e a mudança no grau de felicidade: adolescentes com um maior número de dentes cariados, perdidos ou obturados (OR=1,16-1,19, p=0,018-0,037) e com escores mais altos no CPQ11-14 (OR=1,04-1,07, p=0,000-0,014) tinham uma maior chance de pertencer às categorias mais desfavoráveis de trajetória de felicidade. Esses resultados evidenciam a importância de políticas públicas inclusivas e promoção de saúde bucal para o desenvolvimento psicossocial de adolescentes
Biblioteca responsável: BR67.1
Localização: BR67.1; MTR1409