Your browser doesn't support javascript.

Portal Regional da BVS

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Email
Adicionar mais destinatários
| |

Estenose valvular aórtica e o uso de TAVI: revisão narrativa das evidências publicadas e avaliação básica de custos / Aortic valve stenosis and the use of TAVI: narrative review of published evidences and basic costs assessment

J. bras. econ. saúde (Impr.); 10(1): 36-44, Abr. 2018.
Artigo em Português | LILACS, ECOS | ID: biblio-884393

OBJETIVO:

Revisar as evidências clínicas da estenose valvular aórtica em suas dimensões médica e econômica, analisando as alternativas de tratamento cirúrgico em pacientes de alto risco cirúrgico com foco na tecnologia do implante transcateter de válvula aórtica (TAVI).

MÉTODOS:

Foi elaborada uma revisão narrativa das publicações relacionadas à estenose vascular aórtica e às metodologias de tratamento cirúrgico, assim como a comparação entre a metodologia TAVI e as abordagens convencionais (substituição cirúrgica de válvula aórtica por esternotomia, valvuloplastia por balão intra-aórtico e tratamento farmacológico), abordando ainda dados sobre algumas diferentes marcas e gerações de dispositivos de TAVI oferecidas no mercado brasileiro, avaliando a eficácia, a segurança e o custo de tratamento.

RESULTADOS:

Em pacientes portadores de estenose aórtica grave sintomática e inoperáveis pela abordagem convencional, o uso do TAVI mostrou ser uma alternativa mais segura, eficaz e econômica em comparação aos tratamentos convencionais. Estudos com robustez metodológica mostram que esse procedimento alcança taxas superiores a 80% de sobrevida em um ano e aproximadamente 30% em cinco anos, mesmo em pacientes de alto risco. No entanto, foram observadas diferenças significativas nos desfechos entre diferentes estudos, que podem ser atribuídas não apenas ao desenho e à amostragem, mas às diferenças entre as diversas opções de gerações e marcas de dispositivos para TAVI disponíveis no mercado. Essas opções diferem principalmente na estrutura, via de inserção e modo de expansão. As válvulas de terceira geração vêm apresentando os melhores resultados em termos de eficácia, segurança e facilidade no procedimento, que resultam em mais benefícios aos pacientes e equilibram os custos de tratamento em médio e longo prazos.

CONCLUSÕES:

Estudos com evidências robustas avaliando desfechos representativos para o tratamento da estenose aórtica grave e sintomática mostram que a tecnologia minimamente invasiva TAVI é eficaz, segura no tratamento de pacientes de alto risco ou inoperáveis, com melhorias significativas nos dispositivos de terceira geração.
Biblioteca responsável: BR1925.9
Localização: BR600