Your browser doesn't support javascript.

Portal Regional da BVS

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Email
Adicionar mais destinatários
| |

Dependência de internet e transtorno de déficit de atenção com hiperatividade (TDAH): revisão integrativa / Internet Addiction and Attention Deficit Hyperactivity Disorder (ADHD): integrative review of the literature

J Bras Psiquiatr; 67(2): 126-134, jan.-jun. 2018. tab, graf
Artigo em Português | LILACS-Express | ID: biblio-893960
RESUMO Objetivo Realizar uma revisão integrativa identificando na literatura trabalhos que pudessem sintetizar resultados que refletissem a possível relação entre dependência de internet (DI) e transtorno de déficit de atenção com hiperatividade (TDAH) na população adolescente, bem como achados desses estudos que agreguem informações para o aprimoramento e diagnóstico de DI. Métodos Revisão integrativa da literatura em três bases de dados: PsycINFO, Scopus e Cinahal, com os seguintes termos: "internet addiction", "adolescent" e "attention deficit disorder with hyperactivity", de 2007 a 2017, com informações sobre a relação da dependência de internet e o TDAH. Resultados A amostra ficou composta por 12 artigos originais, provenientes, em sua maioria, da Ásia e Oriente Médio. De sua análise emergiram as seguintes categorias: Relação entre DI e TDAH; Outros fatores associados à DI; Instrumentos para avaliação de DI e dados de incidência. Há ausência de critérios definidos de diagnóstico de dependência de internet, tendo sido identificados quatro instrumentos para mensurar a DI, todos os questionários foram preenchidos pelos próprios adolescentes, com índices na população variando entre 2,4% e 10,6%. Nos adolescentes diagnosticados com DI, as desordens de ansiedade e depressão foram as comorbidades mais citadas depois do TDAH. Conclusões Há evidências de associação importante entre os dois transtornos identificados, sem resultados conclusivos quanto ao processo da interação. Torna-se necessário o avanço em pesquisas visando a uma definição de critérios diagnósticos da DI, taxas de prevalência e preditores do problema, de modo a poder estabelecer intervenções terapêuticas e estratégias de prevenção do problema.
Biblioteca responsável: BR14.1