Your browser doesn't support javascript.

Portal Regional da BVS

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Email
Adicionar mais destinatários
| |

Editorial

Rev. baiana saúde pública; 41(4): https://doi.org/10.22278/2318-2660.2017.v41.n4.a2867, jul. 2018.
Artigo em Português | LILACS-Express | ID: biblio-910078
A Saúde Pública no Brasil remonta a um passado recente, quando comparada com a descoberta e a formação do país. Somente com a Constituição Federal de 1988, que instituiu o Sistema Único de Saúde (SUS), em seu artigo 196, tornou-se possível observar ações direcionadas para a efetivação do mandamento constitucional do direito à saúde, descrito no texto da Carta Magna como um "direito de todos" e "dever do Estado". Partindo dessa perspectiva, torna-se importante reconhecer o caráter inovador de uma série de publicações na área, com destaque para a Revista Baiana de Saúde Pública (RBSP), periódico da Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab). A Revista foi criada em 1974, período no qual somente 1% do Produto Interno Bruto (PIB) era destinado à saúde. Nesta edição de 2017, são publicados dez artigos originais de pesquisa, um artigo de revisão e um relato de experiência. A variedade de formatos é indicativa da preocupação característica dos estudos transversais com a diversidade de perspectivas e abordagens. Essa postura também é reveladora da importância da RBSP no cenário nacional, na disseminação de informações sobre saúde pública de forma livre, com destaque para o compromisso da Sesab com o avanço da ciência. O artigo Educação Física, Rede de Atenção Psicossocial e Grupo de Práticas Corporais: Estudo de Caso, relata a atuação de profissionais de educação física do Centro de Atenção Psicossocial (CAPs), no atendimento a pacientes. O trabalho indica de quais formas o atendimento corporal, dentro de uma visão relacionada ao cuidado integral, contribui para a desinstitucionalização dos usuários, em um trabalho conjunto com demais profissionais das mais diversas áreas da saúde. Em Organização do Trabalho e Impacto na Relação Trabalho e Saúde em uma Universidade Pública, os autores identificam categorias emergentes referentes à organização do trabalho que têm impacto sobre a saúde. O trabalho também se debruça sobre a importância de práticas como relações interpessoais, criatividade, divisão de tarefas, entre outros, para a construção de ambientes saudáveis de trabalho. É fato comprovado que os usuários da saúde pública, no atendimento primário, qualificam- -se como uma amostra valiosa da população brasileira. Assim, o estudo Preditores da Violência Física Contra Mulheres Usuárias da Atenção Primária à Saúde propõe uma imersão nas realidades de mulheres que sofrem violência física. Nessas narrativas, o medo seria constante e os parceiros, os maiores algozes. Este trabalho trata, portanto, de um problema social grave, no qual as vítimas são mulheres trabalhadoras e mães. Panorama Comparativo de Estratégias Preventivas da Dengue e Hantavirose nos Municípios Mato-grossenses revela as ações adotadas pelos gestores do Mato Grosso em relação à hantavirose e à dengue, na medida em que essas enfermidades são endêmicas no estado. O estudo mostra que nem sempre as estratégias aplicadas são as mais eficazes, principalmente quando levadas em conta as diferenças de letalidade. Outro estudo sobre a dengue, Dengue: Aspectos Epidemiológicos de um Surto Ocorrido em Barra da Estiva, Bahia, Brasil, em 2014, revelou o crescimento da doença no município, destacando que um possível criadouro das larvas seria o cemitério da cidade. O trabalho expõe a necessidade da implementação de ações combativas da doença em todas as cidades e frisa a necessidade do comprometimento do poder municipal na manutenção de lugares públicos. A segurança é uma preocupação constante no Brasil, tornada ainda maior nas médias e grandes cidades brasileiras, nas quais o dia a dia requer atenção especial. Dessa forma, o trabalho Situação dos Extintores de Incêndio em Estabelecimentos Comerciais do Município de Vitória da Conquista, Bahia revela o estado problemático dos estabelecimentos frente ao atendimento das normas vigente de segurança. O estudo Percepções de Usuárias de uma Estratégia Saúde da Família sobre Saúde e Condições de Vida apresenta questões relacionadas ao estilo de vida saudável, ao papel da alimentação e à prática de atividades físicas. O trabalho também avalia a importância das atividades em grupos, sem se restringir, no entanto, a essa modalidade, e mostra o impacto da participação social efetiva. Na mesma temática, o artigo Comportamentos em Saúde Autorreferidos por Docentes e Técnico-administrativos da Região Sudeste: Estudo Transversal apresenta as variáveis que influenciam nas condições de saúde e bem-estar de docentes e técnicos administrativos. O texto também reforça a questão do estilo de vida saudável como fator decisivo para a melhoria das condições de saúde. A exposição de agricultores a agrotóxicos é discutida em Saúde do Trabalhador e Fonoaudiologia: Percepções de Agricultores Irrigantes Expostos a Produtos Ototóxicos, na medida em que muitas ações de saúde não reverberam nessas comunidades. O estudo revela a negligência da situação dos agricultores pelos profissionais de saúde durante as campanhas de promoção de saúde de um município do estado de Sergipe. O uso de bicicletas por moradores de centros urbanos alia atividade física e mobilidade, e funciona, dessa forma, como alternativa para dois problemas característicos das grandes cidades, que dizem respeito ao transporte público ­ juntamente com as suas consequências para o meio ambiente ­ e à saúde da população. O trabalho Acidentes Fatais de Bicicletas no Brasil ­ 2001 a 2010 revela que, apesar dos benefícios do uso da bicicleta, acidentes desse tipo têm se mostrado recorrentes, indicando um aumento nas incidências. O artigo de revisão Perfil dos Usuários dos Centros de Atenção Psicossocial: uma Revisão Integrativa, analisa as produções científicas nacionais e internacionais que se propõem a traçar perfis dos usuários dos Centros de Atenção Psicossocial. Assim, revelou-se que mulheres adultas são as principais usuárias dos centros, seguidas por homens adultos e adolescentes com transtornos de comportamento e emocionais. Por fim, o relato de experiência Estratégias para a Popularização dos Conhecimentos sobre a Doença Falciforme apresenta as estratégias utilizadas para a disseminação de informações técnicas sobre a doença falciforme, a comorbidade genética de maior incidência no Brasil. Nesse sentido, o estudo revelou que, apesar da pouca visibilidade e curto alcance de políticas de saúde pública e de educação, a estratégia utilizada provou-se eficaz. A edição do número 4 de 2017 da Revista Baiana de Saúde Pública revela a riqueza dos temas relacionados à área e os explora em toda a sua transversalidade. A publicação atua como um canal significativo de disseminação de informações técnico-científicas na região Nordeste, deslocada dos principais centros difusores. Agradeço à equipe da revista pela oportunidade de contribuir com a publicação, cuja relevância dos temas apresentados é inegável, assim como por sua contribuição para a área.
Biblioteca responsável: BR800.9