Your browser doesn't support javascript.

Portal Regional da BVS

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Email
Adicionar mais destinatários
| |

Fisioterapia na disfunção miccional infantil: revisão sistemática / Physiotherapy in voiding dysfunction in children: A systematic review

Rev. ciênc. méd., (Campinas); 27(1): 47-57, jan.-abr. 2018.
Artigo em Português | LILACS-Express | ID: biblio-948444
As disfunções do trato urinário inferior impactam a qualidade de vida de crianças ao causarem incontinência urinária e infecções do trato urinário. Dentre estas tem destaque a disfunção miccional, caracterizada por um padrão miccional incomum, onde ocorre a perda da capacidade de armazenamento, estocagem e esvaziamento. A fi sioterapia emerge como técnica promissora no tratamento destas crianças, mas não há clareza sobre quais técnicas são as mais usadas e mais efi cazes neste tipo de tratamento. Revisão sistemática sobre as técnicas fi sioterápicas para o tratamento da disfunção miccional infantil nas bases SciELO, LILACS e PubMed, restrita a ensaios clínicos randomizados. De um total de 99 artigos retornados apenas oito tratavam sobre disfunção miccional. As técnicas mais utilizadas foram a uroterapia comportamental (hidratação, diário miccional, treino miccional, dieta) e reeducação do assoalho pélvico, e as mais eficazes foram a uroterapia comportamental junto a redução do assoalho pélvico associada ao biofeedback. A literatura é parca sobre o tema, mas todas as técnicas apresentaram resultados, apesar da grande heterogeneidade metodológica que impediu qualquer análise comparativa mais precisa. A uroterapia comportamental associada ao treinamento dos músculos do assoalho pélvico auxiliado por biofeedback foi a técnica que apresentou melhores resultados.
Biblioteca responsável: BR1522.9