Your browser doesn't support javascript.

Portal Regional da BVS

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Email
Adicionar mais destinatários
| |

Relação entre ansiedade e modulação autonômica cardíaca / Relationship between anxiety and autonomic heart modulation

ABCS health sci; 43(3): 181-185, 20 dez 2018.
Artigo em Português | LILACS-Express | ID: biblio-967947
A ansiedade é caracterizada pelo sentimento de tensão, nervosismo, apreensão e preocupação que pode alterar a modulação do sistema nervoso autônomo sobre a condução elétrica ligada ao coração, determinando a intensidade nos batimentos cardíacos modificando a variabilidade da frequência cardíaca que é um importante indicador de condições normais e patológicas. Assim, o objetivo do estudo foi analisar a relação existente entre a ansiedade e o processo de regulação autonômica cardíaca. Este estudo trata-se de uma revisão integrativa desenvolvido por meio de buscas nas bases de dados da Lilacs, Medline e SciELO, com os descritores em ciências da saúde e operador booleano: ansiedade AND frequência cardíaca e, ansiedade AND sistema nervoso autônomo. A busca foi realizada durante o mês de setembro de 2017, sendo incluídos artigos disponíveis na íntegra; em português e inglês e; publicados nos últimos 06 anos. Excluiu-se artigos que não fossem originais, teses, dissertações e monografias. Obteve-se um total de 10 artigos, nos quais observou-se que a ansiedade altera a resposta autonômica, assim quando o corpo entra em tensão, aumenta-se a frequência cardíaca, o predomínio do sistema simpático e no relaxamento ocorre o domínio parassimpático. Assim indivíduos portadores de ansiedade apresentam menor variação na frequência cardíaca e possuem uma capacidade menor de interação social. Com isto, evidencia-se uma baixa adaptação do sistema nervoso autônomo em casos de ansiedade, sendo que a variabilidade da frequência cardíaca encontra-se reduzida; condição esta que pode ser classificada como patológica.
Biblioteca responsável: BR1860.9