Your browser doesn't support javascript.

Portal Regional da BVS

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Email
Adicionar mais destinatários
| |

Prognostic impact of micro-rna expression in breast cancer: systematic review / Impacto prognóstico da expressão de micrornas no câncer de mama: revisão sistemática

Mastology (Impr.); 28(4): 268-275, out.-dez.2018.
Artigo em Inglês | LILACS-Express | ID: biblio-967969
O câncer de mama é um importante problema de saúde em todo o mundo e a identificação de novos marcadores prognósticos é necessária para estabelecer o melhor tratamento para cada paciente. MicroRNAs (miRNAs) são RNAs não codificadores reguladores da expressão gênica que têm sido evidenciados como biomarcadores úteis no prognóstico do câncer de mama. O objetivo desta revisão sistemática foi verificar o papel da expressão de miRNAs tumorais associados aos fatores prognósticos dos carcinomas de mama. A busca de estudos foi feita no banco de dados PubMed; 1.457 artigos foram inicialmente encontrados e 20 estudos foram incluídos na revisão. MiRNA-21 e miRNA-200b foram os mais comumente investigados em relação aoprognóstico do câncer de mama. A presença de metástase linfonodal foi significativamente associada à hiperexpressão de miRNA-211, miRNA-301a e miRNA-370 e também associada à hipoexpressão de miRNA-124, miRNA-127, miRNA-129-5p, miRNA199-5p, miRNA-206, miRNA-218 e miRNA- 339-5p. Metástase a distância foi associada à hipoexpressão de miRNA-204. O tamanho do tumor foi associado à hiperexpressão de miRNA-21 e miRNA-301a e também à hipoexpressão de miRNA-29b e miRNA129-5p. Em relação à sobrevida global, menores taxas de sobrevida foram associadas à hiperexpressão de miRNA-21, miRNA-301a e microRNA-711 e à hipoexpressão de miRNA- 15a, miRNA-29b, miRNA-124, miRNA-129-5p, miRNA 199b-5p, miRNA-200b, miRNA-204, miRNA-206 e miRNA-218. Por outro lado, maiores taxas de sobrevida foram associadas à hiperexpressão de miRNA-339-5p e miRNA-127 e também à hipoexpressão de miRNA-210. Os resultados desta revisão enfatizam a necessidade de validar esses achados em estudos adicionais
Biblioteca responsável: BR2499.9