Your browser doesn't support javascript.

Portal Regional da BVS

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
XML
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Email
Adicionar mais destinatários
| |

Validação de um Programa de Treinamento Simulado de Habilidades Laparoscópicas por Residentes de Cirurgia / Validation of a Simulated Laparoscopic Skills Training Program by Surgical Residents

Rev. bras. educ. méd; 43(2): 106-113, abr.-jun. 2019. tab, graf
Artigo em Português | LILACS-Express | ID: biblio-990623
RESUMO Introdução Os treinamentos com simuladores para videocirurgia têm sido propostos como ferramentas de ensino, permitindo avaliação formativa de alunos em condições mais controladas e seguras. Objetivo Validar um programa estruturado de treinamento de endossuturas para residentes de cirurgia, por meio de duas escalas estruturadas de aquisição de habilidades laparoscópicas e da percepção dos participantes. Métodos Estudo experimental longitudinal quantitativo, que contou com a participação de 12 residentes de cirurgia provenientes de quatro hospitais distintos. O treinamento consistia na confecção de endossuturas com simuladores de vídeo em sete sessões num período de sete meses. A avaliação da progressão da competência técnica dos alunos foi realizada por três avaliadores, utilizando-se o Objective Structured Assessement of Technical Skills (Osats) e a Escala de Progressão de Proficiência (EPP) em Endossuturas. Os residentes usaram um questionário com escala de Likert de 1 a 5 para avaliar o programa de treinamento realizado quanto à aquisição de habilidades específicas. Foram feitos os testes de Anova e Qui-Quadrado para comparação entre variáveis. As correlações e associações entre duas variáveis numéricas foram verificadas por meio de regressão linear simples e múltipla, quando foram incluídos os fatores determinantes além do número de sessões de treinamento. Foi calculado o ranking médio para análise da escala de Likert. Foram consideradas significativas as comparações com valor de p ≤ 0,05. Este estudo foi aprovado pelo Comitê de Ética em Pesquisa da instituição. Resultados Quanto ao desempenho dos residentes observado pelos avaliadores por meio do Osats, observou-se melhora estatisticamente significante na pontuação em relação aos ítens: respeito ao tecido (p = 0,006), tempo e movimento (p = 0,001), conhecimento e manuseio dos instrumentos (p = 0,002), fluxo da cirurgia (p = < 0,001), conhecimento do procedimento específico (p = 0,001), pelo teste Qui-Quadrado. Em relação ao número total de pontos pela EPP e à nota média nos testes pelo Osats modificado, o total e a nota média nos testes foram significantes (< 0,001 e < 0,001), utilizando-se o teste Kruskal-Wallis ao longo dos meses de treinamento. Na percepção dos alunos, o programa de treinamento contribuiu para o desenvolvimento de habilidades cirúrgicas, tendo como itens mais bem avaliados o manuseio de pinças e porta-agulhas e a confecção de nós. Os itens mais mal avaliados foram a hapticidade e a passada de alça. Demonstrou-se ganho significativo na aquisição de competência técnica pelos residentes durante o curso, percebido por meio dos dois instrumentos de avaliação utilizados (Osats e EPP). Conclusão Houve ganho significativo de habilidades pelos residentes de cirurgia ao longo dos sete meses do programa de treinamento simulado, demonstrado pelos dois instrumentos de avaliação estruturada e pela percepção dos residentes.
Biblioteca responsável: BR1.1