Your browser doesn't support javascript.

Portal Regional da BVS

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
XML
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Email
Adicionar mais destinatários
| |

Percepção da Efetividade dos Métodos de Ensino Utilizados em um Curso de Medicina do Nordeste do Brasil / Perception of Effectiveness of the Teaching Methods Used in a Medical Course in Northeast Brazil

Rev. bras. educ. méd; 43(2): 40-47, abr.-jun. 2019. tab, graf
Artigo em Português | LILACS-Express | ID: biblio-990625
RESUMO A educação médica se encontra em um processo de transformação, principalmente no que se refere à diversificação dos métodos de ensino utilizados. No entanto, a utilização e correta implementação destas novas metodologias ainda constituem verdadeiros desafios. Nessa perspectiva, o presente estudo objetivou avaliar a percepção e opinião dos professores e alunos quanto à efetividade dos métodos de ensino utilizados no curso de Medicina da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN). Para isso, foi realizado um estudo descritivo exploratório, de caráter transversal, cuja coleta de dados ocorreu de julho de 2015 a junho de 2016. Foram entrevistados 140 alunos (82,5% dos discentes do curso) e 80 professores (55% do corpo docente) de ambos os sexos e provenientes de todos os períodos e componentes curriculares. Após aceitação do convite para participar da pesquisa, foi realizada uma entrevista com perguntas objetivas e subjetivas, destinada à obtenção de dados sociodemográficos e opiniões e percepções dos indivíduos quanto aos métodos de ensino-aprendizagem utilizados pelo corpo docente. A análise dos resultados ocorreu por estatística descritiva e teste do χ2 de Pearson ou Exato de Fisher, utilizando-se os softwares Pepi e Past, considerando-se como significantes valores de p ≤ 0,05. As opiniões e sugestões dos entrevistados foram representadas por meio de nuvem de palavras, utilizando-se o software WordArt. As metodologias tradicionais constituíram as técnicas mais utilizadas (76,0% dos professores), além de serem consideradas mais eficazes do que as metodologias contemporâneas, tanto pelos professores (78,0%) quanto pelos alunos (92,0%). No entanto, grande parte desses (75,0% dos docentes e 73,6% dos discentes) gostaria de utilizar e vivenciar outras metodologias didático-pedagógicas como forma de melhorar o aprendizado. Observou-se ainda que o tempo de experiência docente e a realização de pós-graduação stricto sensu estiveram significantemente associados à utilização de métodos de ensino-aprendizagem mais contemporâneos. Diante disso, conclui-se que a falta de experiência e de vivência com outras metodologias de ensino, somada à carga horária extenuante do curso, pode dificultar a implementação e aceitação dessas metodologias mais contemporâneas. Desta forma, nota-se a premente necessidade de incentivar a capacitação didático-pedagógica do corpo docente, assim como a implementação do projeto pedagógico do curso a fim de promover o desenvolvimento de metodologias centradas no aluno, conforme recomendações atuais para o ensino dos cursos da área da saúde, principalmente o de Medicina.
Biblioteca responsável: BR1.1