Your browser doesn't support javascript.

Portal Regional da BVS

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Email
Adicionar mais destinatários
| |

Spatial analysis of tuberculosis in Belém, Pará State, Brazil/Análise espacial da tuberculose em Belém, estado do Pará, Brasil

Rev Pan-Amaz Saude; 8(2): 57-65, 2017. ilus, tab
Artigo em Português | IEC | ID: iec-16188

INTRODUÇÃO:

A tuberculose (TB), no Brasil, concentra-se nas regiões metropolitanas e é associada à situação socioeconômica da população. Em 2011, Belém, capital do estado do Pará, apresentou uma das maiores baixas de incidência da doença.

OBJETIVOS:

Avaliar a distribuição espacial da infecção pelo Mycobacterium tuberculosis em Belém entre 2006 e 2010, e associar a incidência da infecção com as condições de vida da população.

MATERIAIS E MÉTODOS:

Informações de morbidade e mortalidade foram obtidas de bancos de dados nacionais (SINAN, SIM e IBGE). Os índices de Moran global (IMG) e Moran local identificaram dependência espacial.

RESULTADOS:

A taxa de incidência da TB alcançou 93 casos/100.000 habitantes e a de mortalidade 4 casos/100.000 habitantes. O IMG mostrou dependência espacial negativa quanto à incidência e à dependência espacial positiva nas taxas de mortalidade entre bairros. A incidência de casos de TB cresceu com o aumento do número de áreas carentes nos bairros. O método bayesiano foi eficiente para analisar a incidência da doença em bairros com populações pequenas. A incidência se distribuiu espacialmente de forma aleatória e associada às condições socioeconômicas da população. A baixa taxa de mortalidade evidenciou uma boa avaliação dos serviços de tratamento e acompanhamento dos doentes.

CONCLUSÃO:

A aplicação da análise espacial e métodos estatísticos, que aprimoram a qualidade da informação, são importantes para melhor avaliar ações futuras de prevenção contra agentes infecciosos. É necessário dar continuidade a campanhas de prevenção da TB e ao acompanhamento de doentes, a fim de aumentar a adesão ao tratamento e diminuir a mortalidade entre a população com maior dificuldade de acesso aos serviços de saúde

INTRODUCTION:

Tuberculosis (TB) in Brazil is mainly located in major urban centers and is associated with the social and economical patterns. In 2011, Belém, the capital of Pará State, showed one of the highest incidence.

OBJECTIVES:

To investigate the spatial distribution of Mycobacterium tuberculosis in Belém between 2006 and 2010, and to associate the incidence of infection with the life quality of the population.

MATERIALS AND METHODS:

Morbidity and mortality information were obtained from national public information sources (SINAN, SIM and IBGE). Global Moran's index (GMI) and local Moran's index were used to identify spatial associations.

RESULTS:

Incidence rate of TB was 93 cases/100,000 inhabitants and mortality reached 4 cases/100,000. GMI showed negative space dependence with regard to incidence and positive space dependence in mortality rates among districts. Incidence of TB showed an increase according to the poorest quality of life areas of the city. The Bayesian method was successful to analyze the incidence of TB in low population density areas. The incidence was spatially distributed randomly and associated with the socioeconomic conditions of population. The low mortality rate was an evidence of the good treatment services and follow up of the patients.

CONCLUSION:

The use of spatial analysis and statistical methods, that improve the quality of the information, are important to better evaluate the future prevention actions against infectious agents. It is necessary to continue with TB prevention campaigns and patient follow-up in order to increase adherence to treatment and decrease mortality among the population with the greatest difficulty in accessing health services
Biblioteca responsável: BR275.1