Your browser doesn't support javascript.

Portal Regional da BVS

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
XML
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Email
Adicionar mais destinatários
| |

Occult hepatitis B virus infection in an Amazonian community submitted to intense migratory flow, Pará State, Brazil/Infecção oculta pelo vírus da hepatite B em comunidade amazônica submetida a intenso fluxo migratório, estado do Pará, Brasil

Rev Pan-Amaz Saude; 8(3): 35-49, 2017. ilus., tab.
Artigo em Português | IEC | ID: iec-16313

INTRODUÇÃO:

A infecção oculta pelo vírus da hepatite B - VHB (IOB) é definida como a presença do VHB-DNA no fígado, que pode ou não ser detectada no soro com HBsAg-, e suas possíveis implicações clínicas.

OBJETIVO:

Investigar a ocorrência de IOB na população do município de Juruti, estado do Pará, Brasil, entre fevereiro de 2007 e novembro de 2010.

MATERIAIS E MÉTODOS:

Foram avaliadas, por técnicas imunoenzimáticas, amostras de soro de 3.991 indivíduos, e selecionadas as anti-HBc total+ isolado, nas quais foi investigado o VHB-DNA para identificar a presença de IOB.

RESULTADOS:

O estudo encontrou 0,5% de portadores, 8,3% com perfil de infecção pregressa, 1,1% com perfil de infecção pregressa ou atual e 33,6% com resposta vacinal, caracterizando o Município como de baixa endemicidade para esse vírus. O VHB-DNA foi detectado em 66,7% das amostras HBsAg+, com carga viral entre < 55 UI/mL e > 38.000 UI/mL; 69,2% dessas amostras apresentaram subgenótipo A1; 15,4%, F2; e 15,4%, F4. Do total examinado, 1,1% eram amostras de indivíduos anti-HBc total+ isolado, cujos testes de biologia molecular revelaram que 9,3% apresentavam VHB-DNA, com carga viral entre < 15 UI/mL e 48 UI/mL.

CONCLUSÃO:

Os achados do estudo indicaram a presença de portadores de IOB em 0,1% da população de Juruti. A baixa prevalência de IOB encontrada provavelmente está relacionada à baixa endemicidade do VHB nessa população.

INTRODUCTION:

Occult hepatitis B virus (HBV) infection (OBI) is defined as the presence of HBV DNA in liver, which may or not be detected in the serum with HBsAg-, and its possible clinical implications.

OBJECTIVE:

To investigate the OBI occurrence in the population of the municipality of Juruti, Pará State, Brazil, from February 2007 to November 2010.

MATERIALS AND METHODS:

Serum samples of 3,991 individuals were evaluated by immunoenzymatic techniques. The ones anti-HBc total+ isolated were selected, and from these the HBV DNA was investigated to identify OBI presence.

RESULTS:

In relation to HBV, the study showed 0.5% of carriers, 8.3% with a previous infection profile, 1.1% with a previous or current infection profile, and 33.6% with a vaccine response, characterizing that municipality as low endemicity for this virus. HBV DNA was detected in 66.7% of the HBsAg+ samples, with viral load between < 55 IU/mL and > 38,000 IU/mL; 69.2% of these samples were A1 subgenotype, 15.4% F2, and 15.4% F4. Of the total, 1.1% were samples from individuals anti-HBc total+ isolated whose molecular biology tests showed that 9.3% had HBV DNA, with viral load between < 15 IU/mL and 48 IU/mL.

CONCLUSION:

The findings of this study indicated the presence of OBI carriers in 0.1% of the Juruti population. The low prevalence of OBI found is probably related to the low endemicity of HBV in this population.
Biblioteca responsável: BR275.1
Localização: PCIEC2017 / BR275.1