Your browser doesn't support javascript.

Portal Regional da BVS

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
XML
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Email
Adicionar mais destinatários
| |

Vaccination coverage survey of DTP and MMR vaccines and factors associated with non-vaccination in Santa Maria, Distrito Federal, Brazil, 2012/Inquérito da cobertura vacinal de tríplice bacteriana e tríplice viral e fatores associados à não vacinação em Santa Maria, Distrito Federal, Brasil, 2012

Rev Pan-Amaz Saude; 9(1): 9-17, 2018. ilus., tab., mapa
Artigo em Português | IEC | ID: iec-17479

INTRODUÇÃO:

A vacinação é uma intervenção segura que propicia imunidade individual e coletiva, se utilizados os esquemas corretamente. A vacina tríplice bacteriana (DTP) protege contra difteria, tétano e coqueluche e a tríplice viral (SCR) contra sarampo, caxumba e rubéola. As doses de reforço são indicadas para corrigir possíveis falhas vacinais primárias e garantir a imunidade.

OBJETIVOS:

Estimar a cobertura vacinal do segundo reforço da DTP e da segunda dose da SCR em crianças de 7 a 9 anos de idade, e identificar os possíveis fatores associados à não vacinação.

MATERIAIS E MÉTODOS:

Foi realizado um estudo transversal do tipo inquérito domiciliar, com amostra probabilística por conglomerados 30x7, resultando em 206 crianças residentes na Região Administrativa de Santa Maria, Distrito Federal, Brasil, entre junho e julho de 2012. A análise dos dados foi realizada calculando-se as medidas de frequência, tendência central e dispersão, assim como a razão de prevalência associadas à vacinação.

RESULTADOS:

Houve baixa cobertura vacinal para o segundo reforço de DTP (72,3%; IC95%: 66-78) e segunda dose de SCR (76,7%; IC95%: 71-83). Os fatores relacionados à não vacinação foram significativos quando os cuidadores das crianças não eram os pais; famílias com três filhos ou mais; ser a partir do quarto filho; e não receber visita domiciliar de profissionais de saúde.

CONCLUSÃO:

As condições socioeconômicas das famílias e a baixa adesão à vacinação das crianças levam a baixas coberturas vacinais e a maior suscetibilidade ao adoecimento.

INTRODUCTION:

Vaccination is a safe intervention that provides individual and collective immunity if the schemes are correctly followed. DTP vaccine protects against diphtheria, tetanus, and pertussis; and MMR against measles, mumps, and rubella. Booster doses are indicated in order to correct possible primary vaccine failures and to ensure immunity.

OBJECTIVES:

To estimate the coverage of the second DTP booster and the second MMR dose in children from 7 to 9 years old, and to identify possible factors associated with non-vaccination.

MATERIALS AND METHODS:

A cross-sectional household survey was conducted with a probabilistic sample by 30x7 clusters, resulting in 206 children living in Santa Maria, Distrito Federal, Brazil from June to July, 2012. Data analysis was performed by calculating the frequency measures, central tendency and dispersion, as well as the prevalence ratio associated with the vaccination.

RESULTS:

There was low vaccine coverage for the second DTP booster (72.3%; 95% CI: 66-78) and the second MMR dose (76.7%; 95% CI: 71-83). Factors related to non-vaccination were significant when the children caregivers were not the parents; families with three children or more; to be the fourth child or more; and not receive home visits from health professionals.

CONCLUSION:

The socioeconomic conditions of families and the low vaccination rate among children result in low vaccination coverage and greater susceptibility to illness.
Biblioteca responsável: BR275.1
Localização: BR275.1